Devaneios tolos... a me torturar.

sexta-feira, 20 de março de 2009

A Razão dos Imbecis...












Você se considera uma pessoa preconceituosa? Já foi vítima de algum tipo de discriminação ou preconceito? Quem sofre isso na pele... sabe o quanto dói.

* Preconceito: Conceito antecipado e sem fundamento razoável. Opinião formada sem reflexão.
Assim o dicionário de língua portuguesa define esse mal que atinge nossa sociedade em cheio. E não venha me dizer que você não é preconceituoso. Todos somos. Quando fazemos um juízo ou emitimos uma opinião sem conhecer, sem entender sobre o que estamos falando.

Guaporé é mesmo uma terrinha de gringo preconceituoso. Preconceituoso contra outras raças, outras religiões e principalmente contra homossexuais.

Não vou ser radical e dizer que deve ser condenado aquele que faz alguma piadinha, leva na esportiva, faz uma fofoquinha sobre este ou aquele assunto polêmico.

Afinal, você fala dos outros. Os outros falam de você.

Agora, tem pessoas cruéis, inconseqüentes e altamente preconceituosas que se encarregam de espalhar inverdades, ou até mesmo verdades, que não dizem respeito ao coletivo.

Seja amigo ou amiga do ET de Varginha, mas não tenha uma amiga lésbica. Ou lésbica você será.

Acredite no Chupa Cabras, mas não acredite que pode existir amizade entre um homem heterossexual e um homosexual. Certamente os dois estão de caso...

Aliás... o preconceito sexual é o pior preconceito dessa cidade. Acho que boa parte da população guaporense não tem vida sexual ativa, ou tem um sexo tão ruim que passa 99% do tempo pensando na vida sexual dos outros!!!

Qual é o problema? O que é diferente de você te incomoda tanto assim, ou na verdade você tem algo reprimido dentro de você que tem medo de expor e ser julgado? E aí sai julgando os outros...

Eu tenho padrões de comportamento, crenças e conceitos que norteiam minha forma de agir conforme minhas convicções. Aprendi com meus pais. Aprendi na escola. Aprendi no trabalho. Aprendi na vida.

Mas acima de tudo, aprendi a respeitar as diferenças. A evitar julgamentos precipitados, que nada mais são do que o atestado de burrice.

"O preconceito é o filho da ignorância." Esta frase é de
William Hazlitt, mas poderia ser minha ou sua. Você já tentou se colocar no lugar do outro? Saber o que sente, como se sente? Não somos exatamente o que a sociedade quer que sejamos. Somos apenas seres únicos, com sentimentos únicos e formas únicas de vivermos nossa vida. Que mal há nisso? Em sermos diferentes? Se não agredimos aos outros? Não ferimos os direitos dos outros?

"Triste época ! É mais fácil desintegrar um átomo que um preconceito”. Esta é outra frase que admiro. É da época de Albert Einstein e é ainda tão atual. Compreendemos a engrenagem do universo e não conseguimos compreender quem está ao nosso lado.

Vou dizer uma coisa para vocês: nossa cidade está repleta de machões que ficam por aí gritando grosso e falando mal dos outros. São casados. Ou são solteiros garanhões. Mas pagam garotas e garotos de programa e gostam de “morder a fronha” (Se é que vocês me entendem...)
Façam o que quiserem entre quatro paredes. Mas parem de julgar os outros.

Agora, só vai me dar razão nesta coluna, quem souber analisar a situação livre de qualquer preconceito. Porque por incrível que pareça, a regra número um do preconceituoso é a seguinte:


- Eu SEMPRE tenho razão!

Pra esses preconceituosos e preconceituosas, vai minha pena. E uma última frase sobre o assunto:


"Os preconceitos são a razão dos imbecis."
( Voltaire )

Bom gente, escrevi sobre isso porque primeiro fazia tempo que gostaria de abordar a questão. E segundo porque pessoas muito queridas, inteligentes, bem sucedidas e que não devem nada a ninguém, comentaram comigo e pediram que tocasse nesta questão tão delicada. Eu acredito que estamos caminhando para um tempo onde as pessoas serão respeitadas pelo que são e não pela cor da pele, religião ou opção sexual. Acredito nas pessoas. Sei que ainda vamos evoluir!

2 comentários: