Devaneios tolos... a me torturar.

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

O que você vai contar para os netos?

Oi geeente!

Hoje não estou com vontade de escrever nada útil. Então vou contar uma que me aconteceu. Uma não, duas!



Estava eu em Bariloche, nas férias, e sabe como é, você tem poucos dias para ficar por lá, então sai feito louca visitando tudo, tirando foto de tudo, nem pára para respirar.

Estava nevando forte e nós fomos conhecer uma estação de esqui.

Pensem em um frio de 10 graus negativos, neve entrando pelas orelhas, boca e nariz. E seu namorado insistindo que você não podia perder a oportunidade de subir o teleférico até o topo da montanha. Detalhe: o teleférico é aberto.

Realiza, amiga: Você, sob pressão, aceita. Aquilo começa a subir, e o vento aumenta. A neve vira pedaços de gelo de uma tonelada dando na sua cabeça. Você está toda molhada. Você está odiando. Seu namorado não pára de tirar fotos e MANDA você sorrir. O passeio demora 45 minutos.

Bom, ao chegar de volta à base da estação, eu já bufava. Irritada, eu só olhei pro meu namorado e disse:- Vamos entrar AGORA no primeiro restaurante que aparecer para eu me secar.

Gente, entrei num restaurante lindo, era uma sala de estar enorme, com uma lareira quentinha e poltronas. Quase não tinha ninguém lá dentro, e eu achei estranho.

Sentei no sofazão, tirei o gorro, as luvas, o casaco. Coloquei-os em frente à lareira para secar. Veio o garçom, me trouxe um drinque (eu nem tinha pedido). Fiquei assistindo uns vídeos em um telão enorme.

Entraram umas peruas lindas, com roupas de neve maravilhosas, esquiadoras elegantes, bem diferentes de mim, que parecia a pata das neves.

O garçom nos trouxe o cardápio, pediu se queríamos almoçar próximos à lareira. Nós pedimos uma massa e preferimos uma mesa em frente a um janelão enorme, onde acompanhávamos os esquiadores. (Gente, chique de doer).

Fiquei ali um tempão, tirei fotos (sim, pobre adora tirar fotos comendo, passando bem e até indo no banheiro). Eu teria ficado lá pra sempre. Mas já era tarde e resolvemos sair.

Eis que chamamos o garçom e pedimos a conta.

O garçom nos disse: - É só dizer o número do quarto, senhora!!!

- Número do quarto? Que quarto????
Foi quando minha ficha caiu! Olhei ao redor, e nos vidros estava adesivado ENOOOORME, piscando: S-O-M-E-N-T-E para hóspedes do hotel Lhao Lhao.

Eu queria morrer. O Hotel é um dos mais famosos e caros de Bariloche. E eu lá, invadindo o local e me achando a madame! E o pior: eles não aceitavam cartão, nem real. Afinal, todo mundo só pagava a conta na hora da saída do hotel, e não lá, na estação de esqui. A gente deu o que tinha de dinheiro em pesos argentinos e prometemos voltar pra pagar o resto da conta. O garçom está até agora me esperando.

Eu só queria me escapulir de lá logo! MICO total, GORILA! Além de entrar onde não devia, ainda dei calote no Lhao Lhao.
Resumo: meu instinto de rica sempre se manifesta.

Resumo II: a realidade sempre fala mais alto.

Resumo III: a Interpol deve estar atrás de mim, cobrando o que eu fiquei devendo.

Resumo IV: você precisa colecionar histórias para contar para seus netos!

Mudando de assunto:

O Sr. Saco:

Gente, por favor, alguém me explique a triste mania dos homens de coçar o saco! Coisa feia. Tá com coceira? Vai pro banheiro e coça o coitado até arrancar a pele, mas não faça isso na frente das pessoas, é constrangedor!

Outro dia fui visitar um cliente da rádio. Cheguei, dei a mão, dizendo boa tarde. A figura me deu a mão e na sequência coçou o saco!

Eu, acompanhei a mão do cara, e acabei olhando fixo para aquele local no meio da pernas. Putz, ele me pegou olhando. Ficou chato.

Lá pelas tantas, ele coça de novo, e eu, OLHO DE NOVO! (Gente foi algo automático, ele deve ter me achado uma tarada). Na saída, ainda ele me deu a mão! (Éca). Eu, toda atrapalhada, olhando só para o chão, para evitar fixar meus olhos de novo nos documentos dele, pensei: - Tenha uma ótima semana, Senhor Saco!

Pelamor, né! Entre coçar o saco, tirar tatu do nariz e deixar a unha do dedinho comprida pra tirar cera do ouvido, não sei o que é pior! Vamos nos reciclar... tem coisas que não se faz na frente dos outros!

Show! O Better Pub inaugurou com sucesso total. E a forma de funcionamento também é muito interessante. Ou abre no sábado, ou na sexta e no domingo. Muita gente quer fechar o final de semana com chave de ouro, e a opção do domingo chegou pra inovar. Parabéns!

Meus amados, me escrevam. Contem suas historinhas. Sejam bons meninos e não cocem o saco.

Um beijo!

4 comentários:

  1. Michele, tu se enganou porque o nosso elegantíssimo e charmosíssimo Carantania poderia ser facilmente confundido com o Lhao Lhao!!! Erro legítimo!!! Hahaha...
    Beijos
    Bruna

    ResponderExcluir
  2. Tinha que MANDAR o namorado pagar a conta!

    ResponderExcluir
  3. hahaha boa Bruna! Agora... não espalha o nome do nosso hotel... é bom a gte fingir que é humilde e ficou em um lugar menos luxuoso haha
    Dr!!! Ele bem que tentou pagar... haha

    ResponderExcluir
  4. muito bom o seu mico...rs
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    vc com certeza tem o que contar para os seus netos.kkkkkkkkk
    mas, diga a eles para não fazerem o mesmo, essa sua história vai ficar por muitas gerações...kkkkkkk
    bj

    ResponderExcluir