Devaneios tolos... a me torturar.

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

A moda do pouco pano



Oi geeeeente!

Oi meus amados lindos!
Como foi a semana de vocês? Se divertiram? Eu estou mais sociável ultimamente, e tenho sido presença um pouco mais constante na night da terrinha.
O pouco que tenho saído, já tem sido o suficiente para me deixar com os cabelos em pé, com a onda de piriguetismo que toma conta do guarda-roupas da mulherada. Isso não é coisa de Deus! hahaha
Quero deixar bem claro que respeito estilo e personalidade de cada um. Tem gente que sai de casa pra provocar mesmo. E se sente muito bem mostrando barriga, peito, coxas. Tudo bem.
O que tem me espantado é que pessoas que não tem esse perfil, estão tendo surtos psicóticos dentro de microtubinhos e simplesmente estão encarnado as piri-piri-piriguétes, achando que levariam nota 10 no quesito tendência, da consultora de moda Glória Kalil.


Eu estou apavorada.
Amiga: super-curto tá na moda. Mas nem por isso você precisa usar um top como vestido. Na inauguração do Better, uma menina de uns 18 anos, eu calculo, resolveu embarcar na moda tubinho-plataforma-salto 20.

A pobrezinha passou a noite inteira indecisa entre se equilibrar no salto, puxar o vestido para baixo, ou dançar mostrando a bunda. Foi uma decisão difícil, mas ela optou pelo número 2.

Lá pelas tantas, ela esqueceu do problema do vestido que subia, e mostrou para a galera que usava uma calcinha linda de rendinha branca, com os dizeres na frente “SEXY MACHINE”!
E outra gente, esturricada dentro de um tubinho, com espartilho trinta números menor do que o manequim dela, tentava desesperadamente respirar! A coitada foi pra festa com um tubo de oxigênio pendurado nas costas!


A cafonice impera porque as pessoas já não sabem mais como chamar a atenção para o visual, e começam a perder o senso do ridículo! É tanto decote garganta profunda, tanta saia microscópica e tanto salto nas alturas do Everest, que daqui a uns dias a moda é sair ao contrário. Sim, a mulher se vira do avesso e sai por aí mostrando seus órgãos internos. Literalmente.
Para fechar com chave de ouro minha noite de observação da terrinha, encontrei uma menina que estava com aqueles discretíssimos sapatos com plataforma de madeira, na cor vermelha, micro saia branca, meia de renda preta e blusa pink néon. Cada dedo do pé e da mão tinha um fluorescente de uma cor diferente. Até aí tudo bem, cada um usa as cores que gosta. O problema é que “eu acho” que ela estava usando um absorvente. Porque a saia branca, curta e colada marcava um “volume” muito estranho. Aí eu calculei: ou a mocinha está menstruada, ou então ela necessita urgentemente de uma cirurgia para mudança de sexo.
Amigas e amigos! A vulgaridade é que é fora de moda. O menos é mais! Mostrou as pernocas lindas? Não precisa mostrar também o peito. Apostou num vestido justérrimo? Abaixa, faz movimentos em casa, para ver se ele não é desconfortável e se não vai ficar subindo o tempo todo. Mulher tirando a calcinha da bunda é feio. Parece que está com pó de mico na perseguida.

Que é isso minhas lindas?
Guaporé possui mulheres chiquérrimas, e na festa mesmo eu vi muitas. Sabem se vestir com sensualidade e estilo, mantendo a classe e a elegância, sem deixar de estar na moda e de serem notadas.
“Existe uma coisa difícil de ser ensinada e que, talvez por isso, esteja cada vez mais rara: a elegância do comportamento.” Martha Medeiros

Cuidado, isso pega: sério gente, quando você vê a grande massa se comportando de uma maneira coletiva, a tendência é você se contaminar também. Naquela noite, estava saindo de casa com uma saia larguinha, mas curta. Quando coloquei um sapatão nas alturas, alguém me alertou: - “Michele, está bonito. Mas repara bem, muito piriguetismo não faz teu estilo.”

E é verdade gente. Eu acho que não existe idade para usar o curto, para usar o justo, para usar o sexy. Mas saber dosar entre o sexy e o over, que descamba para o vulgar, é que faz toda, toda a diferença. Lá fui eu... trocar de sapato...

But... Caso seu objetivo seja chocar e virar a Lady Gaga guaporense, então amada, faz carão, aposta numa Poker Face, investe num Bad Romance e se joga!

Fui!
Me escrevam: michele@tl.com.br

10 comentários:

  1. Nossa, tudo que vc achou importante nesse post eu não acho. Mas não acho vc uma treva, é engraçada.

    ResponderExcluir
  2. Viu, pelo menos eu sou engraçada. :)

    ResponderExcluir
  3. É... ser engraçado É ELEGANTE!!!
    Rolei de rir!!!
    Beijos...

    ResponderExcluir
  4. Parece que a livre expressão não chegou até aqui. Não volto mais e vou sair de tubinho em guapo, apesar da divulgação do preconceito da Miche.

    ResponderExcluir
  5. Miche... realmente tenho que te parabenizar pela coluna!! e assinar embaixo... é cada aberração que se encontra na night guaporense mesmo!! heheheh...
    Beijosss

    ResponderExcluir
  6. a livre expressão é aceitar que não pensa como a gente. eu poderia simplesmente apagar suas agressões, "Carla", mas como acho que todos tem o direito de se manifestar e também de não concordar comigo, fico bem triste mesmo que não venhas mais aqui.
    E ontem mesmo saí de tubinho. Acho que vc faltou aula de interpretação de texto... lê de novo e procure entender o que eu quis dizer... não é a roupa. É a atitude. E além do mais, este é só um texto divertido, nada que vá matar ninguém.
    Fernanda, obrigado. Um beijo!

    ResponderExcluir
  7. PARABÉNS PELO TEXTO MICHELE...

    concordo contigo, o problema não está na roupa , mas na atitude... esses tempos vi uma figura ilustre e constante nas colunas sociais de Guaporé usando:

    - micro vestido tubo + salto 20 + decotão + maquiagem estilo 'urso panda' e o pior neon -

    Daí vcs vão pensar? mas ela é solteira tá procurando algém..não gente, essa pessoa tva c/ o namorado, marido, noivo do lado.
    Pergunta: qual é a necessidade de sair assim então? Pra aparecer, pq é insegura..ñ sei..

    E é capaz de tu comentar sobre o modelito da querida, assim como o de mtas outras, e elas acharem que tu tá com inveja dos peitos, das pernas, da bunda, da inteligência com certeza não.

    Pq se houvesse inteligência e um pouquinho de bom senso..ngém passaria pelo espelho e sairia assim de casa.

    VAMOS CHAMAR A GLÓRIA KALIL OU O ESQUADRÃO DA MODA PRA GUAPORÉ URGENTEEEEE..hahahahaha

    O QUE RESTA PRO VERÃO? SE O INVERNO ESTÁ ASSIM..TÃO 'CALOROSO'


    Beijo Michele

    ResponderExcluir
  8. Parabéns pelo texto, pelas observações.
    Realmente algumas mulheres perderam o senso da elegância e do encantamento de ser feminina.
    Meninas..o que encanta não é o que aparece, mas sim o mistério do que está escondido.
    Bjos...e antes de sair de casa, olhemo-nos por várias vezes no espelho.

    ResponderExcluir
  9. RsRsRs Adoreiiii!!!

    Eu até tava achando que o problema era comigo, que era eu quem estava fora de moda...hahahaha

    Prefiro me garantir com o meu "Jeans" básico!

    Bjo Miche!

    ResponderExcluir