Devaneios tolos... a me torturar.

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Anjos

As pessoas que mais se aproximam dos anjos não são as que se intitulam perfeitas, mas sim aquelas que são verdadeiramente humanas. Tão humanas, que apesar dos seus defeitos, carregam em si algo divino. Talvez, seja a bondade.

Te desejo felicidade que transborda

Eu torço para que todos os que não gostam de nós, sejam felizes. Gente feliz não incomoda, não tem tempo de desejar o mal. Gente feliz vive a vida. Não tem tempo pro ódio, pra cuidar da vida alheia. Felicidade, é aquilo que faz uma pessoa se sentir inteira, completa, tão cheia de vida, que transborda, e não cabe em si! Só os infelizes têm tempo para guardar rancor.




terça-feira, 27 de novembro de 2012

A lição do café

E então, chegou o café. Eu amo café. O cheiro, o gosto, a temperatura. Gosto tanto que tomei devagar, aos poucos. Queria que ele não acabasse nunca. Que tolos somos, em querer tornar o que gostamos perene. Tudo tem sua duração exata, até o café. Se você não bebe enquanto é tempo, o café esfria. Café frio já não tem o mesmo gosto. E café requentado, então, é pior ainda. Beba a vida de um gole só, todos os dias, porque economizar vida, é como tomar café frio, não tem graça nenhuma!




sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Tão óbvio

Quando precisares dizer uma verdade que queres esconder, simplesmente confirme o óbvio. As pessoas nunca acreditam nele.

Mentiras

O fato de todo mundo acreditar, não torna uma mentira verdade.

Esse mala sou eu!

Oi geeeente!!


 
Tenho me divertido m-u-i-t-o com as versões que leio no Facebook, sobre a música do Roberto Carlos, Esse mala, ops, Esse Cara sou Eu!

O cara a que o Roberto Carlos se refere, é o típico mala-pegajoso-chato, que toda mulher detesta! Há tempos desconfio que nós, mulheres, temos lá nossas quedinhas pelos cafajestes. Admitamos: eles têm charme.

Homem doce demais causa hiperglicemia! Vocês querem (mesmo) um cara assim?

O cara que pensa em você toda hora. (Obsessivo!)
Que conta os segundos se você demora. (Possessivo!)
Que está todo o tempo querendo te ver. (MALA!)
Porque já não sabe ficar sem você. (Dependente!)
O cara que pega você pelo braço. (Violento!)
Esbarra em quem for que interrompa seus passos. (Ciumento!)
Está do seu lado pro que der e vier. (Então paga meu cartão, bonitão!)
E no meio da noite te chama. (Hã!?)
Pra dizer que te ama. (Ah, vai dormir!)
Esse cara sou eu! (Esse cara não existe!!)


Me desculpem as românticas de plantão! Aquelas que esperam o príncipe encantado! Homem bom é aquele que precisa ser conquistado todos os dias!

Aquele que mesmo te amando, e estando ao seu lado, jamais será totalmente seu, porque antes, ele é dele mesmo.

Homem apaixonante é aquele que tem vida própria, amigos, programas divertidos, e ainda assim, tem tempo para você.

É aquele que não banaliza declarações, que diz uma palavra bonita quando você precisa, e que acima de tudo, ama a liberdade que você possui.

Homem de verdade é aquele que, antes de mais nada, permite que você se ame, que tenha seu espaço, que tenha seu círculo de amizades, que tenha sua profissão e sua independência, e que ainda assim, você não viva sem ele.

Desconfio dos casais que vivem única e exclusivamente um para o outro, que dividem tudo, desde a cama até o perfil na rede social, não acho saudável. Desconfio de muito beijo e muito abraço, e até desconfio do amasso, que o casal precisa demonstrar. Amor de verdade é silencioso, compreensivo e espaçoso, você cabe inteiro nele, sem sufocar. Amor de verdade não precisa ser gritado aos quatro ventos, pois fala em silêncio, depende só se um olhar.

Outro dia observava um casal caramelo (daqueles que passa o tempo inteiro de mãos dadas, beijos na boca e apelidinhos melosos). Eu, sozinha, comia uma torrada enquanto os dois comiam juntinhos um sanduíche. Ele dava um pedacinho na boca dela, e ela na boca dele, e os dois se beijavam, e se mordiam e riam, e se beliscavam e se chamavam de “mor”. Eu fiquei com vontade de enfiar aquele cacetinho inteiro na boca dela e gritar bem alto: todo esse grude na frente dos solteiros chega a seu bullying!

Ah, ninguém merece! Eu sei que pode parecer dor de cotovelo (e de repente seja!!!), mas quase todos os casais que eu conheço e que deram certo não precisaram fazer do relacionamento um circo público.

O amor precisa estar lá na hora certa, não o tempo todo. Precisa ser conquistado e reconquistado. Precisa ser julgado perdido, pra ser reencontrado. Precisa pulsar e precisa vibrar. Precisa ter altos e baixos, pra mostrar sua força.

Muito nhê-nhê-nhê pra mim não é amor, é necessidade de sentir-se amado. Por isso acredito que o amor não viva de declarações públicas. Nem de muito mel.

Açúcar demais enjoa!

Amor vive da verdade, supera as dificuldades e se fortalece entre quatro paredes, no dia a dia.

Mas se um dia vocês me enxergarem por aí, chamando alguém de ursinho, por favor, me internem! Ou fiquei louca, ou definitivamente, me apaixonei!


Será que o Roberto Carlos é mesmo o CARA, e a ERRADA sou eu?


Beijos meus loves!



Homens românticos: são tudo de bom! Não interpretem mal minha coluna. Só fico com um pé atrás diante de certos exageros. E vejo muito disso por aí. A felicidade não precisa ser postada no facebook, precisa ser vivida e preservada.

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Fale!

Fale.


Sabem qual é o maior de todos os problemas que criamos ao longo da vida? Os silêncios que nos impedem de dizer a verdade.

A grande maioria das pessoas têm medo de se expor demais, ao falar abertamente sobre desejos, sensações e sentimentos.

Somos envergonhados natos.

Lembro da minha infância, quando a turma da escola ganhava picolé dos pais conselheiros, e os primeiros, os falantes, os desinibidos de suas vontades saiam em disparada gritando: eu quero de chocolate, eu quero de morango, eu quero de creme.

Pra mim, sobrava o picolé de jiló.

Outro episódio clássico: Quer repetir a sobremesa?

- Não obrigado. (Sorriso amarelo e a lombriga fazendo a festa na barriga da pessoa).

Sei que boa parte de nós consegue, logo de cara, expressar-se. Mas eu me doutrinei a pensar muito mais do que falar. E isso, ao longo do tempo, foi se tornando um problema.

Acalmava brigas calando-me, deixando para discutir questões importantes, quando já era tarde.

Para não ferir quem eu amava, deixava de falar verdades fundamentais. E criava ao meu redor feridas pequenas, profundas e constantemente dolorosas demais. Sofríamos todos, em silêncio.

Verdades, aquelas que necessariamente precisam ser ditas, têm a precisão de um bisturi afiado na mão de um cirurgião competente. Cortam profundamente, mas arrancam o mal pela raiz. Permitindo cicatrização.

Meias verdades, e atitudes que apenas “deixam no ar” o que deveríamos esclarecer de vez, são como um câncer que aos poucos, vai se espalhando pelas células saudáveis.

Verdades foram feitas para serem ditas. Mas primeiro precisam ser aceitas por quem as diz. Para depois serem aceitas por quem as recebe.

Defina-se em palavras. Conte seus desejos. Abra seus sentimentos. Ridículo é sofrer sozinho e mudo.

Há quem seja feliz e quem finja ser. Mas a verdade bate a porta, geralmente na calada da noite, pegando você completamente vulnerável e desprevenido.

As nossas verdades são implacáveis conosco.

Aprenda a expressar-se.

Eu te amo.

Eu não te amo.

Eu quero.

Eu não quero.

Eu tenho medo.

Eu preciso.

Eu desejo.

Os silêncios transformam-se em equívocos.

Equívocos geram desencontros.

Desencontros espalham dor prolongada.

Às vezes o que você silencia, é o que fala mais alto.

E abismos intransponíveis se formam, onde as palavras serviriam de pontes...




Beijos meus amores.

Sejam sinceros. E sejam felizes.

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Abismos

Às vezes o que você silencia, é o que fala mais alto. E abismos intransponíveis se formam, onde as palavras serviriam de pontes...

Vivendo, errando, aprendendo, acertando.

Permita-se errar inúmeras vezes nas decisões provisórias. Assim você aumenta suas chances de acertar em suas decisões definitivas.

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Quero ser macho neste verão!

Oi geeente!!



Nesse verão eu quero virar macho!

Calma, não vou fazer nenhuma cirurgia de mudança de sexo. Mas desesperadamente quero passar a ver a vida como um macho.

Desses aí, que reúnem a turma de amigos na sexta, no sábado e no domingo, com um belo barril de chopp e com salsichão no espeto. Esses que saem de bermuda velha, cabelo desgrenhado, cara vermelha de sol, ouvem música de gosto duvidoso, mas que se divertem pra caraaaaaamba!

Quero simplesmente estar com pessoas de bem com a vida, sem lembrar que existe trabalho, cabelo ruim, contas pra pagar, e alguém para esperar.

Admiro a incrível capacidade dos homens de esquecer a fome da África, a passagem do furacão Sandy e as eleições nos Estados Unidos, e simplesmente curtirem um papo furado numa tarde feliz de domingo.

Eles não precisam do mar azul do caribe, nem do glamour da Champs Élysées pra saírem bem na foto. Eles só precisam reunir-se e curtir a pescaria, o futebol, o jantar da quinta-feira. Gostam de falar da gostosa, do time, da balada, contam piada, enfim, gastam o tempo com pequenas futilidades fundamentais para a felicidade.

Eles não são burros, ou desinteressantes. Não é isso. Eles têm a incrível capacidade de desligar o botãozinho do trabalho, do relacionamento, do stress do dia-a-dia e curtir o momento, sem preocupação.

Não raro, chegam atrasados para os compromissos com as namoradas, esquecem de mandar sinal de vida para as ficantes, ou simplesmente nem lembram se tem ficantes, namoradas, esposas ou amantes. Eles nos enlouquecem!

Sim, porque infelizmente, nós mulheres, mesmo que estejamos no meio do mato, num acampamento na floresta amazônica, estamos preocupadas com o cabelo, se a chapinha venceu, se vai chover e a gente não têm guarda-chuva, se a base já não esconde mais a olheira, se a unha descascou, se a roupa não está legal, e se a foto pro facebook nos flagrou num péssimo ângulo.

Preocupadas demais com tudo ao nosso redor, nos esquecemos de aproveitar o momento. Não raro, reunimos as amigas e não paramos de espiar o celular, conferir as redes sociais, e retocar o batom.

Enquanto fingimos que estamos curtindo a reunião das luluzinhas, queremos ser mosquinhas para saber o que os homens estão fazendo naquele exato momento em que não estamos com eles. Usamos nossa imaginação fértil não para nos divertirmos, mas para imaginarmos todas as possíveis traições dos homens. Quase torramos nossos neurônios, enquanto o despreocupado homem simplesmente SE DIVERTE sem lembrar das nossas neuroses.

Mulheres são conectadas demais. Videntes demais. Atucanadas demais.

Quero ser macho neste verão. Aceito convite pra acampamento, pra costelão, pra disputar o Torneio do Boi em União da Serra.

Me ensinem a ver a vida com mais simplicidade, a desligar da tomada, a rir sem pensar em mais nada.

Vou parar de depilar a perna, vou esquecer a dieta, vou começar a chegar de porre em casa, e cair na cama roncando, completamente entregue ao sono sem pesadelos. Vou aprender a tocar algum instrumento musical e virar pagodeira.

Acho que se nós, mulheres, fossemos um pouquinho mais machos, seríamos mais agradáveis e leves, e quem sabe, até... seríamos convidadas para os programas deles!

Não, a gente nem ia querer participar do programinha meia boca deles... Os nossos programas iriam ser muito, mas muito mais animados!

Pela alegria das coisas simples, por menos preocupação estética, por mais momentos felizes com as amigas, por mais verdade na vida, e menos hipocrisia na internet, lanço a campanha: Verão das mulheres 2013!

O churrasco já está assando, enquanto a cerveja vai ficando gelaaaada! E vamos arrumar pelo menos dois times femininos, que hoje vai ter PELADA!



Beijo meninas!

Prece

Que a minha felicidade jamais seja motivo de tristeza para alguém. Que minha estrada não interfira no caminho de ninguém. Que eu tenha mais motivos para me orgulhar de mim, do que motivos para invejar o outro. Que eu aprenda com meus erros, e saiba valorizar meus acertos. Que Deus me proteja de tudo que me faz mal, e que cuide para que nenhum mal que me desejarem possa me atingir. Amém.

Gente bonita

Personalidade, inteligência, bom senso, bom humor. Gente bonita é gente interessante. Aquele tipo de gente, que fica cada dia mais linda, porque se reinventa, renasce, aprende, ensina e mostra uma faceta que encanta não aos olhos, mas a alma. Essa é a beleza que prende, aquela que tem conteúdo infinito, e que só aumenta com o passar dos anos. Gente bonita é gente de bem com a vida!

terça-feira, 6 de novembro de 2012

Quando o sucesso incomoda

Oi geeeente!




Nesta semana, um texto chamou minha atenção. Ele diz assim: “Posso ser sincero? Não escute as pessoas negativas. Junte-se a quem enxerga a vida com bons olhos. Alie-se aos que lhe amam de verdade e curtem seu sucesso”.

O texto não tinha o nome do autor, mas a última parte reflete muito do que penso sobre as pessoas que estão ao nosso redor. Há os que morrem de inveja do nosso sucesso. É muito mais difícil encontrar amigos (de verdade) quando tudo está dando certo, do que quando está tudo dando errado.

Essa dificuldade de aceitarmos o brilho do outro se apresenta em maior ou menor grau em todos nós. Mas nas pessoas frustradas, infelizes e descontentes consigo mesmas, isso se torna um grande problema chamado: recalque, amargura, inveja.

Repare entre seus queridos. Comece pelos ex-colegas, primos, parentes, amigos. Sempre tem alguém perto da gente que parece que “nasceu com o bumbum virado pra lua”. Você lá, rala, batalha, tenta, se esforça e nada dá certo. E para a fulana ao lado, tudo acontece da melhor maneira possível.

Emprego maravilhoso, marido dos sonhos, roupas, cabelo bom, dinheiro no bolso, viagens, amigos. E você aí, ralando peito, chamando urubu de meu loro, e contando as moedas, porque sobra mês e falta dinheiro. Realmente parece que para certas pessoas, a vida é mais fácil.

Só parece. Todos, invariavelmente, tem dramas, problemas e momentos de felicidade e infelicidade. Agora, se você invejar demais a vida do outro, é porque a SUA vida passa por sérios problemas. Você precisa focar naquilo que pode conquistar, ao invés de lamentar-se pelo que não possui, e sua melhor amiga tem de sobra.

Talvez ela tenha sido mais inteligente, tenha feito escolhas melhores, e pode ser que ela apenas seja uma BAITA de uma sortuda. Tudo bem. Ela é ela, você é você. Arregace as mangas, vá à luta.

Ao meu redor, vejo muitas pessoas em melhores ou em piores condições que eu. Sobre elas, nada posso fazer. Mas a meu respeito, posso tudo.

A vida, no meu entendimento, pode ser comparada a uma casa com muitas portas. Você está lá, no meio de uma sala vazia, com as portas ao seu redor. Você precisa abrir uma, e escolher um caminho desconhecido. Quando se ultrapassa uma porta, ela se fecha, e jamais conseguimos voltar atrás.

As portas são nosso passado. Nossas escolhas. O passado é imutável. O futuro nos pertence. Por mais que escolhamos portas erradas, a vida jamais deixa de nos oferecer uma janela. Sempre haverá uma saída, pelo menos uma. E enquanto houver uma possibilidade, haverá pelo que lutar.

Precisamos ser espertos em nossas escolhas e sábios nos nossos caminhos. Precisamos contar com um pouco de sorte, mas também com um muito de coragem.

As portas que os outros abrem, pertencem à casa que eles possuem. Precisamos encarar, de frente, as nossas portas. Precisamos fazer delas, passagens para a felicidade. E a felicidade está na forma como vemos a vida. Garanto a vocês que as portas que levam pelos caminhos mais simples, são aquelas mais importantes. Há portas que nos conduzem a coisas. E há portas que nos conduzem a pessoas. Há portas que nos trazem dinheiro, sucesso, glamour. E há portas que nos trazem paz, verdade, aconchego e felicidade.

Não inveje a alegria alheia. Porque parado, olhando para a casa do vizinho, você estará deixando de cuidar da sua. Ouse, abra portas e janelas. Deixe as ideias arejadas, e principalmente, o coração aberto. Aí quando menos esperar, não precisará sentir inveja de ninguém. E o sucesso do outro apenas será visto como um impulso, para você ganhar fôlego e correr atrás do seu! Todos nós temos nossa estrela. Cabe a cada um fazê-la brilhar!

Eu fico feliz com o sucesso das pessoas que amo. Torço de coração por elas. E sei, que os que me amam de verdade, estão lá, dedos cruzados, torcendo por mim!

Beijo, meus amores!





quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Doce novembro

Novembro: eu desejo que você seja especial e inesquecível. Que seja delicado, doce, mas forte. E que tudo de bom que não aconteceu até então, chegue junto com sua chegada.