Devaneios tolos... a me torturar.

terça-feira, 6 de novembro de 2012

Quando o sucesso incomoda

Oi geeeente!




Nesta semana, um texto chamou minha atenção. Ele diz assim: “Posso ser sincero? Não escute as pessoas negativas. Junte-se a quem enxerga a vida com bons olhos. Alie-se aos que lhe amam de verdade e curtem seu sucesso”.

O texto não tinha o nome do autor, mas a última parte reflete muito do que penso sobre as pessoas que estão ao nosso redor. Há os que morrem de inveja do nosso sucesso. É muito mais difícil encontrar amigos (de verdade) quando tudo está dando certo, do que quando está tudo dando errado.

Essa dificuldade de aceitarmos o brilho do outro se apresenta em maior ou menor grau em todos nós. Mas nas pessoas frustradas, infelizes e descontentes consigo mesmas, isso se torna um grande problema chamado: recalque, amargura, inveja.

Repare entre seus queridos. Comece pelos ex-colegas, primos, parentes, amigos. Sempre tem alguém perto da gente que parece que “nasceu com o bumbum virado pra lua”. Você lá, rala, batalha, tenta, se esforça e nada dá certo. E para a fulana ao lado, tudo acontece da melhor maneira possível.

Emprego maravilhoso, marido dos sonhos, roupas, cabelo bom, dinheiro no bolso, viagens, amigos. E você aí, ralando peito, chamando urubu de meu loro, e contando as moedas, porque sobra mês e falta dinheiro. Realmente parece que para certas pessoas, a vida é mais fácil.

Só parece. Todos, invariavelmente, tem dramas, problemas e momentos de felicidade e infelicidade. Agora, se você invejar demais a vida do outro, é porque a SUA vida passa por sérios problemas. Você precisa focar naquilo que pode conquistar, ao invés de lamentar-se pelo que não possui, e sua melhor amiga tem de sobra.

Talvez ela tenha sido mais inteligente, tenha feito escolhas melhores, e pode ser que ela apenas seja uma BAITA de uma sortuda. Tudo bem. Ela é ela, você é você. Arregace as mangas, vá à luta.

Ao meu redor, vejo muitas pessoas em melhores ou em piores condições que eu. Sobre elas, nada posso fazer. Mas a meu respeito, posso tudo.

A vida, no meu entendimento, pode ser comparada a uma casa com muitas portas. Você está lá, no meio de uma sala vazia, com as portas ao seu redor. Você precisa abrir uma, e escolher um caminho desconhecido. Quando se ultrapassa uma porta, ela se fecha, e jamais conseguimos voltar atrás.

As portas são nosso passado. Nossas escolhas. O passado é imutável. O futuro nos pertence. Por mais que escolhamos portas erradas, a vida jamais deixa de nos oferecer uma janela. Sempre haverá uma saída, pelo menos uma. E enquanto houver uma possibilidade, haverá pelo que lutar.

Precisamos ser espertos em nossas escolhas e sábios nos nossos caminhos. Precisamos contar com um pouco de sorte, mas também com um muito de coragem.

As portas que os outros abrem, pertencem à casa que eles possuem. Precisamos encarar, de frente, as nossas portas. Precisamos fazer delas, passagens para a felicidade. E a felicidade está na forma como vemos a vida. Garanto a vocês que as portas que levam pelos caminhos mais simples, são aquelas mais importantes. Há portas que nos conduzem a coisas. E há portas que nos conduzem a pessoas. Há portas que nos trazem dinheiro, sucesso, glamour. E há portas que nos trazem paz, verdade, aconchego e felicidade.

Não inveje a alegria alheia. Porque parado, olhando para a casa do vizinho, você estará deixando de cuidar da sua. Ouse, abra portas e janelas. Deixe as ideias arejadas, e principalmente, o coração aberto. Aí quando menos esperar, não precisará sentir inveja de ninguém. E o sucesso do outro apenas será visto como um impulso, para você ganhar fôlego e correr atrás do seu! Todos nós temos nossa estrela. Cabe a cada um fazê-la brilhar!

Eu fico feliz com o sucesso das pessoas que amo. Torço de coração por elas. E sei, que os que me amam de verdade, estão lá, dedos cruzados, torcendo por mim!

Beijo, meus amores!





2 comentários:

  1. Olá!

    Extremamente correto! Parado, olhando para a vida das outras pessos, deixamos de cuidar da nossa vida e lutar pelos nossos sonhos!

    Mas no fundo, sempre precisamos nos comparar para que haja motivação!

    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Tem razão!!! Que o sucesso do outro nos seja trampolin, não sofá!
    Beijosssss
    Obrigado por me visitar!

    ResponderExcluir