Devaneios tolos... a me torturar.

quarta-feira, 23 de março de 2011

Identifique os bons! Eles são maioria.

Oi geeente!


Sabe quando algo te chama atenção, você para, é abduzido para dentro da televisão, e quando termina, parece que você foi sacudido, e que alguém gritou no seu ouvido: - Viu? O bem sempre vence o mal!

Foi assim que aconteceu comigo quando assisti pela primeira vez o comercial da Coca-Cola, “Razões para acreditar”.
Diz o seguinte:

“ Para cada pessoa dizendo que tudo vai piorar, 100 casais planejam ter filhos.
Para cada corrupto, existem 8 mil doadores de sangue.
Enquanto uns destroem o meio ambiente, 98% das latinhas de alumínio já são recicladas no Brasil.
Para cada tanque de guerra fabricado no mundo, são feitos 131 mil bichos de pelúcia.
Na internet, AMOR tem mais resultados que MEDO.
Para cada arma que se vende no mundo, 20 mil pessoas compartilham uma coca-cola.
Existem razões para acreditar. Os bons são maioria”.


Trata-se de um estudo realizado no mundo, e em cada país, o comercial destaca coisas positivas daquela nação. Eu, por aqui, também parei e comecei a analisar, na nossa vida e na nossa cidade. Quantas milhares de coisas boas acontecem em contraponto às ruins. E em como muitas vezes uma coisa ruim ganha mais repercussão do que mil coisas boas.

Esse é o chamado da Coca-Cola. Manda a gente olhar o lado bom da vida, do mundo, das pessoas, e parar de destacar somente o que é ruim.

Isso vale para Guaporé. Fiz amizade com uma pessoa que mora aqui há pouco tempo. E ela desabafou, num dia desses: - Nossa, que cidade de gente invejosa e fofoqueira!
Eu disse pra ela. – Aí está o erro. Guaporé é uma cidade de gente trabalhadora, que luta, constrói família, batalha para ir pra frente, sabe se divertir, e é uma sociedade muito solidária. O problema é que essas pessoas estão na casa delas, cuidando da vida delas. Na rua, cuidando da vida alheia, dando as boas vindas aos visitantes estão esses dois, três gatos pingados. Fofoqueiros, invejosos e com nenhum caráter. E eles acabam ganhando fama.

Isso vale para os jornalistas. Mil notícias boas são abafadas por apenas uma ruim. Catástrofe vende jornal.

E assim por diante. As coisas negativas tem sempre grandes proporções.

Seja doador de sangue, contribua com entidades assistenciais, ajude a retirar animais maltratados das ruas, seja voluntário em um trabalho social. Poucos vão admira-lo por isso.

Agora, promova festas de arromba, pegue seu carro e agite por aí, beba, use drogas, cause um acidente de trânsito, traia sua mulher, seja demitido, enriqueça rapidamente, saia no tapa com alguém. Pronto, você virou a celebridade mais comentada do momento.

Como estamos com os valores invertidos. Precisamos saber que os bons são maioria. Mas está difícil de identifica-los, porque são discretos.

Eu, até pouco tempo atrás, não selecionava meus diamantes. Abria a porta da minha casa para todos, aceitava qualquer convite, dividia minha vida particular com qualquer pessoa, abria meu coração para quem quisesse me ouvir. Descobri, que aquele que senta à sua mesa, que entra em sua casa, que compartilha de sua intimidade, é o primeiro a falar mal de você pelas costas, criticar seus hábitos, julgar seus erros, apontar seus defeitos. Passei um tempo mais isolada, e triste com as pessoas.

Mas agora, aprendi que não preciso me isolar do mundo. Preciso apenas prestar mais atenção no mundo.

Há sim, algum lobo vestido de cordeiro no rebanho. Mas se tivermos capacidade de enxergar, vamos saber que há muitas diferenças entre lobos e cordeiros, e que nenhum disfarce, por melhor que seja, dura para sempre.

Identifique os bons. Eles são maioria.

10 comentários:

  1. Miche, parabéns. Teu texto foi certeiro!

    ResponderExcluir
  2. às vezes o tico e o teco conversam, daí consigo chegar à algumas conclusões lógicas pra minha vida. Embora os bons e velhos erros ainda sejam cometidos.
    Beijooo!

    ResponderExcluir
  3. Faça todo o bem que você puder, com todos os recursos que você puder, por todos os meios que você puder, em todos os lugares que você puder, em todos os tempos que você puder, para todas as pessoas que você puder, sempre e quando você puder.

    John Wesley

    ResponderExcluir
  4. Excelente, morena ;)

    A melhor parte foi:"nenhum disfarce, por melhor que seja, dura para sempre."
    --------------------------
    --------------------------


    GENERALIZANDO MINHA VISÃO SOBRE ISSO
    (ou seja, ler com a mente BEM aberta):
    Os valores estão invertidos mas isso só deve ocorrer até a sociedade conseguir chegar no ápice de toda: futilidade + aparência + sexo vazio + inveja + drogas + exposição + competição.

    Quando chegar no extremo apogeu, a única transformação será para um declínio e, com isso, acontece a mudança de conceitos. =P

    Os então próximos-novos-"valores" se voltarão para algo que é apenas similar a cumplicidade e companheirismo de outrora, mas totalmente remodelados pela independência individual que todos atingiram.

    Manter-se aberto(a), permitir liberdade e conquistar com compreensão são as chaves para o crescimento mútuo.

    Um ótimo dia,
    Beijos, lindona.

    ResponderExcluir
  5. Felipe, quer ser meu psicólogo?

    ResponderExcluir
  6. Oi amada primeiro eu tbm adorei o comercial e tbm postei no meu blog: http://betavescovi.blogspot.com/2011/03/coca-cola-commercial-reasons-to-believe.html só que aqui eu encontre ele em Espanhol, apenas um detalhe. teu texto tá o máximo, até para quem não mora em Guaporé. Mas todos os lugares tem gente assim! Bjão querida

    ResponderExcluir
  7. Oi Michele....
    faz tempinho que dou uma passeadinha pelo teu bloguito, e AMOOOO ler cada post, acho q comentei no primeiro dia que eu descobri teu blog, e li todos os post naquele dia. Depois eu lia, e relia e nunca comentava, mas ontem eu li esse post me encantoou (pra variar), e hj pipocando cheguei aqui...e sem atualizações :(
    Então resolvi passar dar um oizinho,e dizer q sou tua fã msmo, adoro teu blog!!

    Beijos
    Ana Paula

    ResponderExcluir
  8. hahaha oi Ana Paula! Obrigado, sabe... sou meio preguiçosa (meio não, muuuito haha). Mas prometo, amanhã vou postar mais um texto! ;)
    Beijos, obrigado pelas visitas!

    ResponderExcluir
  9. Sim, existe muita coisa boa nesse mundo ainda, pois se não fosse isso, imagina como estariamos vivendo hoje em dia, mas infelizmente não podemos também deixar de ser realistas, e não podemos fechar nossos olhos para essa sociedade capitalista na qual nós vivemos, uma sociedade que quer isso mesmo, a alienação da população, então vamos abrir os olhos e ampliar nossa visão para os verdadeiros interesses do capital. Abraço.

    ResponderExcluir