Devaneios tolos... a me torturar.

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Língua de fogo

Oi geeeente!


Fico extremamente impressionada com a capacidade das pessoas de achar dente em galinha, em tirar leite de vaca morta, entre outras ações, praticamente inacreditáveis que demonstram a destreza dos contadores de histórias locais.

Acredito que cada um deveria ocupar seu tempo livre, que deve ser muito, para escrever livros de contos, ou histórias extraordinárias.

Juro que vou começar a ficar violenta com aquelas pessoas que se aproximam da gente, emitem um comentário maldoso, e no final acrescentam a célebre frase: - Aí tem!

Vou tentar explicar como pensam essas inteligências raras, que muito provavelmente, o trabalho mais intelectual que tenham é assistir novelas:

Está cantarolando uma música romântica: Deve estar de rolo com alguém.

Posta no face uma música triste: Deve ter levado chifre.

Viram seu carro estacionado em um lugar diferente de seu roteiro habitual: Foi encontrar-se com um amante.

Recebeu uma promoção no trabalho: saiu com o chefe.

Foi demitido: roubou.

Enriqueceu: virou traficante.

Brigou com o namorado: ele tinha outra.

Foi no médico: doença em estágio terminal.

Enjoou: grávida.

Olheiras: teve uma noite de sexo selvagem.

Caminhada até o autódromo: quer se exibir para os homens.

Conversa com homens: oferecida.

Posta uma foto com um amigo no face: gay.

Gays: precisam de tratamento psiquiátrico.

E assim por diante.

Poderia buscar uma explicação científica, ou talvez tentar entrar em contato espiritual com Freud, para decifrar a mente insana de toda essa gente. Mas só tenho uma explicação:

“Cabeça vazia, oficina do diabo”.

Queridos e queridas cuja língua bifurca-se na ponta: A grande maioria das coisas têm razões simples e explicações práticas. Porém, as pessoas, vivem a procurar cabelo em ovo. E geralmente encontram. Por isso, complicam tudo.

Apesar da vida de vocês ser monótona, do trabalho de vocês ser chato, do relacionamento de vocês ser frio, e da vida de vocês ser sem graça, vocês estão perdoados pelo que dizem.

Vocês são pessoas que sofrem.

Porque realmente, comentários maldosos, fofocas infundadas, e o péssimo hábito de cuidar da vida dos outros, só demonstra o quanto vocês são pobres de espírito, e tristes.

Escrevam um folhetim e mandem para o SBT.

Quem sabe vocês não se tornem escritores de novela mexicana de sucesso, consigam uma graninha pra ir pra Conxinxina, e larguem do pé de quem tem mais o que fazer?

Quem vive a própria vida, quem paga o preço por suas escolhas erradas e quem desfruta da alegria das escolhas certas, coleciona altos e baixos, risos e dor, como qualquer pessoa desse mundo. Quem não sabe viver, apesar de não ter nada que lhe macule a imagem, está apenas passando em branco pelos dias.

Viver, às vezes sangra. Mas deixar de viver é o que nos mata.

Beijos, meus lindos! Até a semana que vem!



2 comentários:

  1. Perfeito!!!!!! é uma pena que isso q vc postou quem mais precisa saber é capaz de não ler... sua página é bem legal, acompanho sempre..mas essa eu amei mesmo!!!! sucesso sempre... Rosele

    ResponderExcluir
  2. Obrigado! É verdade, quem vive falando, nem tem tempo de ler!!
    Mas escrevo e leio o que escrevo, para pelo menos tentar fazer a minha parte: controlar minha própria língua!
    :D
    Devemos sempre agir conforme gostaríamos que agissem conosco!
    Obrigado pela visita! Beijo, boa quinta!

    ResponderExcluir