Devaneios tolos... a me torturar.

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Missquece

Oi geeente!

Estou me candidatando a Miss! Missquece 2012!

Depois de um certo amadurecimento, e de alguns tombos e aprendizagens, a vida mostra que ninguém precisa estar numa vitrine, mostrando o quanto é feliz, bem sucedida, bem resolvida, gostosa, enfim, uma pessoa perfeita. Pessoas bem resolvidas, são felizes sem precisar mostrar nada para ninguém.

O povo confunde sucesso com fama, e faz de tudo para estar na mídia, que, nas cidades pequenas significa estar em todas as baladas, nas colunas sociais, e, na boca do povo.

Fico observando a necessidade das mulheres sentirem-se publicamente reconhecidas, geralmente pelos atributos físicos.

Isso seria natural, afinal todo mundo gosta de ser admirado. Porém, o nível de exagero, beira o ridículo.

Procurei no Google, e há pelos menos dois concursos de Musa, para cada mulher do planeta.

Se o popozão é bonito, e a cara é a tormenta do inferno, tem o Miss Raimunda 2012 (feia de cara, boa de bunda). Se, o corpitcho for caprichado, mais faltarem dois dentes na boca, tem o Musa da Ponte Móvel. Se não deu pra ganhar o título de Soberana das Piscinas, tem o Musa Caixa D’água. E assim por diante.

Elas disputam Concurso da Laje, Miss Tacaoca, Musa do Piri, Gata da Ferrovia, e assim por diante.

Se jogam nos trilhos do trem com uma calcinha mal recortada, fazendo cara de sedução que mais parece dor de barriga crônica, e postam na capa do Facebook esperando mil “curtir” da galera.

Nada contra, não me entendam mal. Se elas estão felizes, o melhor é colocar a faixa, a coroa, e correr pros fotógrafos fazendo biquinho, estilo pura sedução.

Mas, meus queridos, os melhores atributos de uma mulher não são exatamente as partes de seu corpo. As meninas esquecem de trabalhar o cérebro.

E vamos concordar, que, de todas nós, poucas têm chances de virar uma Gisele Bundchen. E essas, que realmente teriam a chance, acabam desistindo de concursos importantes e respeitados, porque acham que participar deles é denegrir a imagem.

Acho que ovelha não é pra mato, e lambari não é baleia. Então, acredito que concursos sérios como Miss Brasil, Garota Verão, e tantos outros, precisam ser resgatados e valorizados, e que realmente seja uma honra participar deles.

Escolha de soberanas de municípios, concursos culturais, merecem candidatas lindas, inteligentes, e que bem representem a nós, mulheres mortais, que não medem 1,75, nem pesam 55kg.

Não precisamos estar nas passarelas, nem disputar o título de mais gostosa da balada, para provar que temos nossas qualidades, que nos tornam únicas. Um bom papo, um sorriso contagiante, bom humor, inteligência, bom gosto, cultura, ainda são nossas melhores armas na conquista de importantes títulos.

Beleza, vazia, não vale nada depois dos primeiros cinco minutos. É preciso mais!

Parece que, o tempo todo, nós mulheres estamos disputando algo. Disputamos popularidade entre os homens, competimos entre amigas, estamos sempre descontentes com nossa aparência. Vivemos num mundo onde todos precisam sentir-se na passarela. Mas acreditem, há vida na plateia também. Talvez muito mais feliz, e verdadeira.

Mulher de verdade não precisa provar nada pra ninguém. E justamente quando relaxa, e deixa de representar um papel, é que recebe reconhecimento pela pessoa que realmente é.

Para as gatas, há o concurso Miss Brasil. Para todas as outras, existe Semancol. Faça bom uso!

Um beijo minhas musas e meus musos! Até a semana que vem!



2 comentários:

  1. Créu pra umas e outras aí que vivem postando foto de gosto duvidoso, sempre com a bunda em evidencia, que batem foto até sentadas no vaso, contando tdo que fizeram no dia.
    Parabéns, espero que leiam, so souberem ler!

    ResponderExcluir
  2. Mulherão!

    Peça para um homem descrever um mulherão.

    Ele imediatamente vai falar no tamanho dos seios, na medida da cintura, nas pernas, bumbum.Vão dizer que tem que ser loira, 1,80 m, siliconada. Agora, pergunte para uma mulher o que ela considera um mulherão e você vai descobrir que tem uma em cada esquina...


    Mulherão é aquela que pega dois ônibus para ir ao trabalho e mais dois para voltar e, quando chega em casa, encontra um tanque lotado de roupa e uma família morta de fome. Mulherão é aquela que vai de madrugada para a fila garantir matrícula na escola e aquela aposentada que passa horas em pé na fila do banco para buscar uma pensão de R$ 100,00.


    Mulherão é a empresária que administra dezenas de funcionários de segunda a sexta e uma família todos os dias da semana. Mulherão é quem volta do supermercado segurando várias sacolas depois de ter pesquisado preços e feito malabarismo com o orçamento. Mulherão é aquela que se depila, que passa cremes, que se maquia, que faz dietas, que malha, que usa salto alto, meia-calça, ajeita o cabelo e se perfuma, mesmo sem nenhum convite para ser capa de revista.


    Mulherão é quem leva os filhos na escola, busca os filhos na escola, leva os filhos na natação, busca os filhos na natação, leva os filhos para a cama, conta histórias, dá um beijo e apaga a luz. Mulherão é aquela mãe de adolescente que não dorme enquanto ele não chega. é quem, de manhã bem cedo, já está de pé, esquentando o leite.


    Mulherão é quem leciona em troca de um salário mínimo, é quem faz serviços voluntários, é quem colhe uva, é quem opera pacientes, é quem lava a roupa para fora, é quem bota a mesa, cozinha o feijão e, à tarde, trabalha atrás de balcão. Mulherão é quem cria os filhos sozinha, é quem dá expediente de 8 horas e enfrenta menopausa, TPM e menstruação.


    Mulherão é quem arruma os armários, coloca flores nos vasos, fecha a cortina para o sol não desbotar os móveis, mantém a geladeira cheia e os cinzeiros vazios. Mulherão é quem sabe onde cada coisa está, o que cada filho sente e qual o melhor remédio para azia. Julianas, Luizas, Sheilas ...
    Mulheres nota 10 no quesito lindas de morrer, mas mulherão é quem mata um leão por dia!

    Martha Medeiros

    Te cuida mas não te comporta.
    Bj

    ResponderExcluir