Devaneios tolos... a me torturar.

sexta-feira, 26 de julho de 2013

O Super Homem nosso de cada dia

Oi geeente!



O dia 15 de julho foi o Dia do Homem. E uma polêmica criou-se na rede social Facebook, com mulheres baixando o sarrafo nos machos de plantão, e com os machos de plantão se defendendo das acusações. A frase mais comum era: “Feliz Dia do Homem, para quem sabe se comportar como um”.

A verdade, é que assim como muitas mulheres, existem homens que não servem nem pra se fazer sabão.

Mas a grande maioria merece, sim, nossos parabéns. Até mesmo uma salva de palmas, um café na cama e um beijo apaixonado.

Existe Homem (com H maiúsculo), existe omem (sem H), e existe o “homão”! É fácil diferenciá-los, pelo comportamento com as suas mulheres.

Deixemos claro, porém, que muitas vezes, um homem não se transforma em um homão para você, porque, simplesmente, você não é o mulherão da vida dele. É preciso um encontro de verdade, entre duas pessoas, para que isso ocorra.

Para clarear as ideias, vamos definir o que diferencia um homem de um “homão”.

Um homem, quando te enxerga entristecida, tenta descobrir o que aconteceu, pergunta, questiona. Demonstra preocupação. Já um homão, só de olhar para você, já sabe o que se passa. É porque ele te repara, te sente e te percebe. De cara, identifica. Ele conhece seus jeitos e trejeitos, e sabe a hora de tentar te fazer sorrir, e a hora de simplesmente enxugar tuas lágrimas. A hora de te fazer falar, e a hora de respeitar teu silêncio.

Um homem, gosta de te ver linda, e faz questão de te apresentar aos amigos, te exibir na balada. Mas um homão, valoriza muito mais os momentos em que só ele pode te admirar, sem maquiagem, sem luxo, e sem produção. Dormindo, ao acordar, ou em uma tarde fria e preguiçosa de domingo, quando o teu cabelo está todo emaranhado, e ainda assim, ele acha lindo.

Um homem, apoia e incentiva sua mulher a crescer profissionalmente. Mas um homão, vive todas as conquistas de sua mulher. Enfrenta ao seu lado os problemas, e comemora todas as conquistas, como se fossem dele.

Um homão, não muda de comportamento, mesmo que mudem os anos do calendário. Mantém o carinho, a atenção, a amizade, o respeito e o amor. E demonstra isso. Não deixa que desapareçam, com o tempo e a rotina, as pequenas gentilezas que o transformaram em um homem no aumentativo.

Todas nós, ao longo de nossas vidas, conhecemos muitos homens. O papel que eles desempenharam e desempenham, em nossa história, é que os transformaram em Super-Homens.

São nossos pais, nossos filhos, nossos amigos do peito, nossos colegas do coração, nossos amores.

São uma continuidade de nós mesmas, e diminuir sua importância em nossas vidas, seria nos transformarmos em mulherzinhas, pequenas e mesquinhas, que guardam mágoas, e que não sabem reconhecer o valor que um homem de verdade tem.

Pessoas são pessoas, há as boas, há as más, há aquelas que estão ainda passando pelo processo de aprendizado, que vem com os erros.

Não podemos jamais generalizar.

Neste espaço, vai nossa homenagem aos grandes homens! Poderíamos até sobreviver sem vocês, mas, confessamos: a vida não teria a menor graça!

Homens amados: somos grandes mulheres, porque diariamente aprendemos, ensinamos, e dividimos nossa existência com a existência de vocês!

Obrigado por atravessarem nossas vidas, e por darem calor, alegria e amor aos nossos dias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário