Devaneios tolos... a me torturar.

terça-feira, 12 de maio de 2009

Esse chapéu não te pertence...

Quando lidamos com o público e com a comunicação, somos passíveis sempre de erros e más interpretações. Quem escreve de forma subjetiva, nem sempre se refere a experiências próprias ou a pessoas do círculo de amizades ou círculo social.

Às vezes, em nosso nome, contamos as dores dos outros, os problemas dos outros, as injustiças dos outros.

Mas ao invés de prestar atenção à mensagem universal do texto, alguns insistem em criar personagens para eles. E outros por incrível que pareça, usam um chapéu que não lhes pertence.

Isso gera somente um problema: fofoca infundada. Quem sabe qual a sua essência, sabe muito bem quais os adjetivos que lhe cabem.

O melhor da vida é não ter raiva ou rancor de ninguém. Se é bom e saudável perdoar a quem te fez mal... que dirá então, esquecer pequenos mal entendidos que sequer foram propositais ou pessoais.

É sempre bom esclarecer, antes de tirar conclusões precipitadas. Duvide do que sai da boca de terceiros. Telefone sem fio é uma brincadeira de criança que sempre cria ruídos e distorce a mensagem.

Vamos pensar nisso.

3 comentários:

  1. Obrigado querida... sei que tu quis me defender e foi mal interpretada.

    ResponderExcluir
  2. Imagina flor... tudo bem, já estou acostumada... muita gente tenta decifrar "do que estou falando"... sem saber a essencia da coisa. O tempo mostra quem é quem. Hj te tratam com desrespeito, amanhã podem precisar de ti...

    ResponderExcluir
  3. " Quem sabe qual a sua essência, sabe muito bem quais os adjetivos que lhe cabem".

    Quando muitas pessoas "pequenas" evoluírem seus cérebros, vão entender essa tua frase.
    E acho que, quando este dia chegar, já nem mais estarei viva.

    Assino embaixo do teu texto Michele. É isso aí.

    Bjsss

    ResponderExcluir