Devaneios tolos... a me torturar.

sábado, 12 de setembro de 2009

Deu pra ti... baixo astral...


Oi geeeente!!! Como estão vocês meus amores? Tenho uma novidade...


Surgiu uma oportunidade boa, em um grande centro e eu vou embora. Vou partir de mala e cuia para um lugar novo, em uma casa nova, em um emprego novo. Novos ares.

Quero mesmo é viver em um lugar onde ninguém sabe quem sou. Onde não conheçam todas as minhas histórias, nem fiquem cuidando com que roupa estou, se estou de cara lavada, ou arrumada, ou desleixada ou descabelada.

Quero um lugar onde ninguém fique especulando quanto eu ganho. Nem o que faço com meu dinheiro.

Muito menos o que faço nas noites de sábado.

Quero cruzar pelas pessoas nas ruas, todas desconhecidas, e respirar a liberdade de ser apenas mais uma pessoa comum, em meio a uma multidão de desconhecidos.

Quero tomar um suco no fim da tarde, sem me preocupar se na mesa ao lado tem uma turma comentando sobre as fofocas que envolvem meu nome ou sobre como me comportei mal na última festa.

Quer saber? Quero chegar em casa só na manhã seguinte, e ver o sol nascer em uma praça qualquer, e depois seguir trocando os passos e errando o buraco da fechadura do meu novo apartamento, cujos vizinhos, nem sei quem são.

Chega de tentar me comportar porque todo mundo conhece minha família, porque preciso provar que sou boa menina, competente e educada.

Por favor, me deixem ser ninguém. Ninguém. Ninguém.

Mas pensando bem...

Como será nesse meu novo emprego, onde ninguém me conhece e nem vão poder ficar fazendo piadas sobre todos os balões que já dei na vida?

E se ficar doente, ninguém vai se oferecer para ficar no meu lugar, cobrindo minhas eventuais faltas no trabalho.

Ninguém vai vir me visitar no final da tarde.

Nem vou poder ir ao clube, sentar com os amigos e fofocar sobre quem está sentado na mesa ao lado.

Há... e ninguém vai elogiar meu cabelo novo. E nem vai comentar que ganhei alguns quilinhos no inverno.

Ninguém vai me dar oi na rua. Ou me perguntar como está passando minha mãe...

Ninguém vai me dar conselho, ou vai me consolar depois de eu fazer algo bem errado e bem idiota.

Ninguém vai me convidar para as festas. E acho mesmo que vou ter que ficar em casa nas noites de sábado.

Não vou ter companhia para ver o sol nascer em uma praça qualquer. E nem uma fofoquinha sequer vai envolver meu nome, para pelo menos lembrarem que eu existo.

Se meu apartamento pegar fogo, nem vou poder gritar o nome de meus vizinhos para pedir socorro. Nem sei quem eles são.

Ninguém vai reparar que estou triste. Que preciso de atenção e de amigos.

Fora da minha cidade, quem seria eu?

Não seria ninguém. Ninguém. Ninguém.

Pensando bem... vou ficar em Guaporé. E apesar de querer sumir de vez em quando... vou respirar fundo e agradecer por ter o privilégio de viver em um lugar, onde apesar de todos os pequenos problemas do cotidiano, eu ainda possa me sentir útil, amada, querida, e importante.

Onde eu possa ser alguém.

Pense nisso. E comece a valorizar mais a cidade que é sua casa. E o lugar que você pode chamar de lar.


Mas... mudando de assunto...

A promoção da Joalheria e Óptica Sebben, sorteando uma lente de contato colorida para os participantes está um sucesso! Tenho muitas opiniões de leitores sobre nossa querida Guaporé e seus pontos positivos e negativos! Vamos coletando nomes e ideias até outubro, depois realizamos o sorteio. Vai mais uma participação.

“Na minha opinião Guaporé oferece muitas oportunidades aos seus moradores. Oportunidades de estudo, de trabalho, de cultura, de conhecimento em todos os sentidos pra vida de cada um. O que chateia é ver que muitas dessas pessoas só conseguem enxergar o lado negativo de Guaporé. Ou seja, os negativistas de plantão. Esses sim deveriam ser excluídos de nossa sociedade. São pessoas que passam a maior parte do dia tentando descobrir algo de novo pra transformá-lo imediatamente em algo ruim, e assim passar adiante. Cito como exemplos a rótula feita na avenida, a Mostra Guaporé, o Garota Verão, o Centro Comercial Guaporé etc. São opiniões que não trazem melhoria física nenhuma pro município.Esse é o meu modo de ver as coisas.”
Cleimara Treviso

Faça como a Cleimara! Participe, mande sua opinião para michele@tl.com.br. Se você não quiser ter o nome publicado, tudo bem. Eu guardo segredo e coloco seu nome para sorteio. Com certeza, com esta proposta da Joalheria e Óptica Sebben, literalmente passaremos a ver Guaporé com outros olhos!!!

Gente, por hoje é só!!! Semana que vem, tem mais! No meu Blog você pode conferir colunas antigas, e comentar!
Acesse http://www.michelunardi.blogspot.com/.

Ah!!! Continuando a responder dúvidas sobre determinadas atitudes dos homens...
* Perguntamos aos homens porque eles querem ir para a cama logo no primeiro encontro... a resposta é simples:
- OBJETIVIDADE.
* Perguntamos porque eles ficam brabos com a mulher que não vai pra cama no primeiro encontro... a resposta é mais simples ainda:
- Odiamos FALTA DE OBJETIVIDADE...

Viram meninas, para agradar um homem é simples: precisamos ser objetivas!

Jesus me abana!!!!
Beijos! Fui!

3 comentários: