Devaneios tolos... a me torturar.

segunda-feira, 8 de março de 2010

Sua cabeça. Sua sentença.

Às vezes as pessoas nos procuram, achando fazer a boa ação de contar que ouviram palavras de terceiros, falando mal da gente.
Ou do nada, ficamos sabendo que alguém, que conhecemos bem, convivemos e até mesmo admiramos, faz um comentário maldoso a nosso respeito.
Ou alguém que sequer nos conhece, fez julgamento de nós.
Isso tem acontecido muito comigo ultimamente. Ou as pessoas sempre falaram. E ninguém me contava. Ou as pessoas começaram a falar, no momento incrível em que me sinto muito completa, feliz, dona de mim, e ocupando em minha própria vida, o lugar que sempre quis ocupar.
E com base no que acontece comigo, comecei a reparar como as pessoas falam dos outros. Para cada pessoa que conheço, me contaram no mínimo duas histórias que tem ingredientes de exagero, inveja e crueldade.
Coincidência ou não, é quando você está se sentindo feliz, que as pessoas tentam contaminar sua vida com pessimismo, preconceito, falsidade, calúnia e maldade.
Até mesmo as pessoas que gostam sinceramente de você, em algum momento podem julga-lo mal.

Algum bom pensador um dia escreveu, que se todos os teus amigos dissessem o tempo todo, o que realmente pensam de ti, não haveriam amizades no mundo.

A primeira reação que temos é de nos defendermos, gritando aos quatro ventos quão bons somos. Quantas virtudes possuímos. Como fomos injustiçados.
Ou temos o ímpeto de atacar para nos defendermos, revelando o quão pior que nós é a pessoa que nos atacou.

Ambas são reações inúteis.
A primeira não leva a lugar nenhum. Pois não precisamos provar a ninguém quem somos, se em nosso íntimo, sabemos muito bem que nossa consciência está tranquila. E se não está, bom, então já carregamos peso demais para nos preocuparmos com o peso do julgamento dos outros.
A segunda nos leva a nos igualarmos em baixeza com aquele que nos ofendeu, descendo ao mesmo degrau.

Ninguém é perfeito. Todos já cometeram algum (ou alguns) dos pecados capitais. Mas mesmo assim, há aqueles que julgam aos demais sem sequer reparar em si mesmos.

Há quem afirme que as pessoas julgam os outros pelo que são.

Cuidado com o julgamento que faz do outro. Pode haver um esqueleto escondido dentro do seu armário também.
E principalmente, pare de se julgar por suas fraquezas e tropeços. Nossa missão como humanos, é errar e aprender. Aprender, com dor e sacrifício, a amar, a sermos melhores, a evoluirmos.

"Não julgueis para não serdes julgados. Pois com o julgamento com que julgais sereis julgados, e com a medida com que medis sereis medidos." (Jesus Cristo)

"Ninguem tem o direito de me julgar a não ser eu mesmo. Eu me pertenço e de mim faço o que bem entender." (Raul Seixas)

"Quem és tu que queres julgar, com vista que só alcança um palmo, coisas que estão a mil milhas?" (Dante Alighieri)

"Quem julga as pessoas não tem tempo para amá-las."
(Madre Teresa de Calcutá)

6 comentários:

  1. Oi Michele

    Como foi seu dia? Espero q tenha sido inspirador. Como vcs são para nós. Sejam mães, amigas, irmãs de fé, companheiras, divas... exemplos! Vcs cativam a todos nós homens pelo coração.
    Bj enorme cheio de carinho em seu coração, MIchele.

    Everton

    PS.: No www.vancouverolimpica.blogspot.com deixei uma singela homenagem a todas as campeãs da vida!

    ResponderExcluir
  2. Malucaaaa!!!!!!!

    Cada dia tu escreve um post melhor que o outro... PERFEITO, PERFEITÍSSIMO, MEGA MASTER ULTRA PERFEITO!!!

    Te vi na rua hoje, na esquina da Vovó Chica. Eu estava a milhões pra ir na Belíssima fazer umas cositas, já que a Bela ficou doentinha hoje e nem fui trabalhar... (se não estivesse com tanta pressa eu tinha te "atacado"), e tu estavas tão concentrada, que nem olhou para os lados...hehe!!!

    Nem vou te desejar Feliz 8 de Março, pois nos tempos modernos, todo dia devia ser dia da MULHER! Felicidade hoje, amanhã e sempre! Beijokas...

    ResponderExcluir
  3. No dia em que a maturidade faz com que uma pessoa dê valor para o que vem de dentro e não para o que vem de fora, ela alcança a verdadeira felicidade!!!!!!!!!!
    Bj moça.

    ResponderExcluir
  4. O que mais nos irrita nos outros é o que menos gostamos em nós. Toda maledicência não deixa de ser um auto-retrato. Abç. Luiz Fernando.

    ResponderExcluir
  5. ai, essa verdade é beeem difícil de aceitar!!! A gente sabe Dr... difícil é admitir!

    ResponderExcluir
  6. O Luiz Fernando disse uma coisa certa. O que justamente nos irrita numa determinada pessoa, é por que JUSTAMENTE AQUILO QUE FAZEMOS. Como que a mente humanda é perfeita! Uma amiga psicóloga diz assim para mim "Rafa, isso que esta pessoa faz(quando conversamos sobre alguém) e isto te irrita, olha que coisa! ´Parece muito com uma pessoa que conheço." E esta pessoa...SOU EU!! RS
    No início eu ficava p da vida.Mas fui vendo.. e é verdade. O bom que podemos nos consertar ao ver isso.

    Segundo a palavra de Deus (Bíblia), no livro de TIAGO capítulo 3 (em específico) fala sobre a LÍNGUA!! O coisinha pequena que ENVENENA O MUNDO!O CORPO!A ALMA!!

    "Assim também a língua é um pequeno membro, e gloria-se de grandes coisas. Vede quão grande bosque um pequeno fogo incendeia.
    A língua também é um fogo; como mundo de iniqüidade, a língua está posta entre os nossos membros, e contamina todo o corpo, e inflama o curso da natureza, e é inflamada pelo inferno.
    Porque toda a natureza, tanto de bestas feras como de aves, tanto de répteis como de animais do mar, se amansa e foi domada pela natureza humana;
    Mas nenhum homem pode domar a língua. É um mal que não se pode refrear; está cheia de peçonha mortal.
    Com ela bendizemos a Deus e Pai, e com ela amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus.
    De uma mesma boca procede bênção e maldição. Meus irmãos, não convém que isto se faça assim." TIAGO 3:5-10

    Olha como a língua, um membro tão pequeno (sendo que antômicamente, ela pode ser grande. Ñ GIGANTESCA!!RS)
    A língua é fogo!! Falamos justamente daquilo que nosso "coração" está cheio. Já que o coração está relacionado ao sentimento, emoção.

    Ah...se soubéssemos freiar a língua! Se colocássemos freio na boca, igual ao do cavalo!! Aonde que este freio para o cavalo, é o que dá a direção. Mas no caso do cavalo, alguém direciona. No nosso caso, SOMOS NÓS MESMO QUE NOS DIRECIONAMOS! Freando nossa língua, podemos freiar todo o nosso corpo, mente e "coração"



    PS. Minha intenção não é sair evangelizando!! Apenas postar uma coisa que acredito, creio e TENTO SEGUIR...Bjsssss

    ResponderExcluir