Devaneios tolos... a me torturar.

segunda-feira, 22 de março de 2010

O dono da bola...


Gente linda e amada!

Tem um comerciante aqui da cidade que está ficando rico de forma ilícita. Eu tenho certeza, que mais cedo ou mais tarde, ele vai ter que prestar contas. E se você comprou na loja dele, com certeza também vai ter que prestar. Fique de olho no que você compra, qual a procedência e se tem nota fiscal... nem tudo pode ser vendido...
Vou explicar melhor...

Quando eu era criança (e isso foi praticamente ontem, hehe), minha mãe comprou para meu irmão um livro chamado “O Dono da Bola”. Era a história de um menino, que levando vantagem financeira no bairro onde morava, era o único que possuía uma bola de couro. Imaginem vocês, que o dono da bola era o personagem central de todas as partidas de futebol. Todos os meninos da redondeza pediam para jogar com ele. E ele, compartilhava sua bola, deixando todos jogarem.

Com o tempo, o dono da bola começou a só querer que sua equipe vencesse. Os melhores só podiam jogar no seu time. Em qualquer lance duvidoso, quem tinha razão era o dono da bola.

O dono da bola nunca era expulso. Tinha que marcar pelo menos um gol por partida. Todos tinham que falar bem do dono da bola, e elogiar suas jogadas e estratégias.

Porém, quando ele começou a proibir de jogar aqueles que iam contra a sua vontade suprema, muitos meninos abandonaram o campo.

Com o passar do tempo, todos os antigos amigos do dono da bola estavam jogando em um campinho improvisado, com uma bola de meia.

Lá havia juiz, havia pluralidade de opiniões, havia gente errando, gente acertando, gente cometendo falta, sendo punido, se arrependendo... mas sempre com oportunidade igual de entrar em campo e jogar seu jogo de forma justa. Esse jogo sim era divertido!

O dono da bola ficou sozinho com sua bola de couro. No campo onde era Rei, já não havia nenhum súdito e nenhuma diversão.
Na historinha, o dono da bola se arrepende e consegue perceber seus erros. Mas e na vida real?

Falo isso porque aqui em Guaporé abriu a “Loja da Verdade”. Sim, vários figurões chegam lá, compram a verdade e são donos dela. Depois, de posse da verdade, assumem cargos públicos, políticos, estão à frente de equipes, de empresas, de estabelecimentos comerciais. Estão em sala de aula. Estão nos bares, nas mesas do clube. No café. Nos bancos da praça. Nas rádios. Nas notícias de jornal. Palestrando.

Nossa, quem trabalha com meios de comunicação, e escuta todo o tipo de discurso, sabe do que estou falando!

Rotulam pessoas, não medem palavras, se julgam melhores que os outros. Não valorizam aqueles que escreveram a história antes deles. E acham que porque assumiram cargos, se tornam proprietários do que é público. Não honram a confiança neles depositada para fazer o melhor por todos, mas respeitando cada um.

Vão colher triste colheita do que plantam. Não se dão conta de que amanhã... os esquecidos serão eles.

Pobres senhores donos da verdade. Não tem sequer nota fiscal da mercadoria que compraram. Não sabem que verdades absolutas são tão relativas, são tão perigosas...

Não se deram conta de que ninguém pode ser dono da verdade. Porque cada um tem SUA verdade. Mas precisa no mínimo, RESPEITAR a verdade do outro.

Meus queridos, escrevo isso para você, para mim, para todos nós. Para que possamos colocar a mão na nossa consciência e pesarmos melhor nossas atitudes e palavras. Sejamos mais tolerantes, pensemos mil vezes antes de falar ou agir. As coisas mudam o tempo todo, surgem novos conceitos, novas formas de ver as coisas. Vamos dar menos ouvidos às boatarias, às fofocas aos “dizquedizque”...


Ah... e claro, às vezes você vai topar com pessoas idiotas... mas releve!

“Deus deve amar as pessoas estúpidas. Ele fez tantas...”
Autor desconhecido

4 comentários:

  1. Sempre com ótimos comentários!
    Tempo que eu não passava por aqui :)
    Beeijo Miche!

    ResponderExcluir
  2. A pessoa mais sensata entre nós muitas vezes é aquela que tem menos a dizer.

    ResponderExcluir
  3. Olá Michele!
    Tempo que não passava aqui, mas sempre tenho lido e como sempre aprendo.
    O silêncio é sábio.Mas falar na hora certa e a palavra ou frase certa, SÃO TOTALMENTES SÁBIOS!

    Não somente em Guaporé que abriu esta loja. Aqui em São Gonçalo - RJ também abriu. Ou melhor ESSAS LOJAS SEMPRE EXISTIRAM, MAS RESOLVERAM ABRIR FILIAIS. Iguais os JAPONESES QUE VENDEM PASTÉIS POR AÍ!

    Como vc disse, CADA UM TEM SUA VERDADE. A minha verdade pode ser a sua mentira que é revelada ou vice-versa. Agora não invadir as pessoas que é difícil. Ouvir a verdade, A VERDADEIRA. Dói demais. Porém silenciar às vezes é preciso, e já diz tudo no momento que se calou.

    Engraçado.. E pq o dono da verdade, é JUSTAMENTE AQUELE QUE TEM O PODER. Ou que PENSA em ter o poder. Poder finaceiro? Poder de persuasão?(QUE POR SINAL QUEM TEM ESTE PODER É FABULOSO! QDO UTILIZADO NA MANEIRA ADEQUADA) Poder de mentir? Entre outros....

    Mas cá entre nós... Quem nunca foi o DONO DA VERDADE? Medite... bjs

    ResponderExcluir
  4. É verdade amiga... vivo me policiando por isso!

    ResponderExcluir