Devaneios tolos... a me torturar.

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Tenho amigos para saber quem sou...

Oi  geeente!
 
Tenho amigos para saber quem eu sou”. (Oscar Wilde)
Um grupo de amigas resolveu se encontrar no Baile da Comenda do Vinho. Enquanto os maridos estavam nas mesas, elas reuniram-se no ambiente perto dos banheiros. Uma delas aproveitou a oportunidade para retocar a maquiagem e arrumar o cabelo, e convidou a outra para ir junto. (Mulheres raramente vão sozinhas ao banheiro, muito embora ninguém saiba explicar com exatidão o porquê). Mas enfim, as que ficaram, comentaram umas com as outras que fulana estava mais gorda, e que a roupa (emprestada da cunhada) não havia caído bem. Quanto à companheira de pipi, comentaram que havia parcelado o convite para o baile em 10 vezes, e que da última vez que haviam ido ao salão de beleza juntas, discretamente o cabeleireiro cobrou uma conta antiga, que a amiga  “esquecera” de acertar.
Enquato isso, no Trip, a Juliana, chorando no banheiro, tentava explicar para a Camila que, só ficou com o Gustavo, (amor da sua até então melhor amiga), porque havia bebido demais.
Amizades de ocasião, de inclusão social, de interesse, de fachada ou de pura competição existem em todos os lugares, em todas as faixas etárias e camadas sociais.
Em  menor ou maior grau, precisamos nos relacionar para nos inserirmos no ambiente de trabalho, nas festas mais badaladas, nas ocasiões sociais, para encontrarmos um amor, para convivermos em sociedade.
A boa notícia, é que com o tempo, começamos a nos tornar mais seletivos. Com o passar dos anos e das fases da vida, começamos a olhar para trás e perceber que havia, uma, no máximo duas, melhores amigas de infância, de colégio, de faculdade, de trabalho.
Com o amadurecimento, você começa a recusar convites para lugares onde não se sente bem, começa a preferir ficar entre cinco pessoas verdadeiras, mesmo que simples e nem tão purpurinadas, a participar da festa mais concorrida da cidade, onde todo mundo termina bêbado, reparando no outro, e achando um motivo para falar mal do companheiro de noitada, antes que ele ache um motivo para falar mal de você. Você começa a valorizar sua casa, seu canto, e começa a ver as pessoas como pessoas, não como “oportunidades”.
Com o tempo, percebemos que para termos amigos, não precisamos ser populares, mas sim verdadeiros. Não precisamos ser arroz de festa, nem promover grandes eventos, mas sim, tornar prazerosos os mais singelos encontros, mesmo aqueles que acontecem na rua, ou no corredor do supermercado.
Você percebe que não precisa ser a mais bem vestida, nem a mais engraçada, nem a mais bonita. Você precisa apenas ser admirada. Pelo que você é. Amizades seletivas são aquelas que superam as dificuldades da vida. É a peneira pela qual só sobram aqueles que estavam com você quando você teve catapora, quando ficou de castigo na escola, quando levou o fora do seu amor, quando perdeu o emprego, ou quando precisou se afastar de tudo e de todos para estudar, muito, para aquele concurso.
Amizade verdadeira é aquela, que mesmo tendo começado ontem, tem respeito e admiração. Você gosta tanto de alguém, que realmente torce por ele. Mesmo que ele fique rico e você continue matando cachorro a grito. Mesmo que ela seja mais bonita, e tenha mais pretendentes, e você continue encalhada e cheia de espinhas. Amizade de verdade é aquela que supera qualquer “Mesmo que”.
É difícil encontrar amigo assim. Porque, na verdade, é difícil ser amigo assim. Você pode dar o nome que quiser pro parceiro de balada, pro companheiro de faculdade, para a turma da quinta-feira, para a galera do futebol ou de noitada.  Mas amizade, amizade mesmo... é outra coisa.
“Amizade não é uma coisa que voa alto no céu e deixa sua marca por onde passa. Isso se chama pombo com diarréia.
Amizade é outra coisa”.
Seja um bom amigo. E terás amigos bons.

2 comentários:

  1. De volta e para variar em grande estilo.
    Parabéns pela crônica.
    Espero que tenhas aproveitado bem as merecidas Férias!

    Tem fotos??????

    Te cuida mas não te comporta.
    bj.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado!!
    Tem muitas fotos! Vou escrever um artigo sobre a viagem e vou postar!
    Bjs!

    ResponderExcluir