Devaneios tolos... a me torturar.

quarta-feira, 4 de abril de 2012

O que a alma esconde...

Uma noite no meio de dois dias muda tudo.
Você dorme, as coisas se ajeitam, a fúria sempre passa.
O sono vem como um divisor de águas.
Mas nem sempre isso é bom.
A raiva é como a correnteza que abre espaço no leito do rio.
Domada, vira barragem.
Água de barragem não muda nunca de paisagem.
Aprisiona você, num lago, calmo e profundo.
Repleto de lama no fundo.

4 comentários:

  1. A liberdade nunca é real

    Se examinarmos um indivíduo isolado sem o relacionarmos com o que o rodeia, todos os seus atos nos parecem livres. Mas se virmos a mínima relação entre esse homem e quanto o rodeia, as suas relações com o homem que lhe fala, com o livro que lê, com o trabalho que está fazendo, inclusivamente com o ar que respira ou com a luz que banha os objetos à sua roda, verificamos que cada uma dessas circunstâncias exerce influência sobre ele e guia, pelo menos, uma parte da sua atividade.


    E quantas mais influências destas observamos mais diminui a idéia que fazemos da sua liberdade, aumentando a idéia que fazemos da necessidade a que está submetido.

    (…) A gradação da liberdade e da necessidade maiores ou menores depende do lapso de tempo maior ou menor desde a realização do ato até a apreciação desse mesmo ato. Se examino um ato que pratiquei a um minuto em condições quase as mesmas em que me encontro atualmente, esse ato parece-me absolutamente livre.


    Mas se aprecio um ato realizado há um mês, ao encontrar-me em circunstâncias diferentes, a meu pesar, se não tivesse realizado esse ato, não existiriam muitas coisas inúteis, agradáveis e necessárias que derivam dele.


    Se me translado com a memória a um ato mais remoto, a um ato de há dez anos ou mesmo mais, então as suas consequências ainda se me apresentarão mais evidentes e ser-me-á difícil representar-me seja o que for, caso aquele ato remoto nunca tivesse existido.

    Quanto mais retroceder na minha memória, ou, o que vem a dar na mesma, quanto mais projetar no futuro o meu juízo, tanto mais duvidosos me parecerão os meus raciocínios acerca da liberdade do ato realizado.

    Leon Tolstói


    Não a mal que sempre dure e nem bem que nunca acabe.

    Boa Páscoa!
    Te cuída mas não te comporta.
    Bj.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quanta bobagem tu expõem em poucas palavras

      Excluir
  2. Pois é... nem todo mundo é inteligente o suficiente... mas ter coragem de se expor já é alguma coisa. Acho que acima da inteligencia, vem o respeito e a coragem da gte pensar, se expressar, e assinar embaixo. Obrigado pela visita!

    ResponderExcluir
  3. With regard to casual sneakers, it can be further divided into canvas sneakers, Beats By Dr. Dre
    vintage sneakers, platform sneakers and dance sneakers, among of which, Hogan Shoes Online the canvas sneakers are the most popular sneakers for its features of comfort and fitness.
    from canvas is its easy washable aspect in a lightweight design. Franklin Marshall SaleAn adage "Old is Gold" comes true in the matter of Vintage Sneakers. Vintage sneakers, as name states are classic footwear,

    ResponderExcluir