Devaneios tolos... a me torturar.

sexta-feira, 31 de julho de 2009

Desbravando a Cordilheira

Portillo- Chile
Subindo a Cordilheira dos Andes

Centro moderno de Santiago do Chile




Parque Cerro Santa Lúcia


Moai autêntico dos Rapa Nui- Ilha de Páscoa




Castelos na região de Viña Del Mar e Valparaíso




Oi gente!!!! Eu amo viajar. A-M-O. E você? Pois desde os tempos das minhas aulas de Geografia no Scalabrini tinha o sonho de conhecer a Cordilheira dos Andes. Sempre achei um lugar lindo, meio mágico, misterioso. Quantas histórias tem para contar aquelas montanhas cheias de neve...

Então... como toda a boa trabalhadora brasileira (ou seria trabalhadora boa? hehe) comprei um pacote de viagem, parcelei em trocentas vezes, adiantei uma graninha no trabalho e lá me fui para desbravar os Andes.

Como adoro dividir com meus amigos as minhas impressões e experiências, assim como gosto de ouvir as histórias dos outros, deixo nessa coluna algumas considerações.

Passei nove dias viajando e conhecendo lugares. Desde o Rio Grande do Sul até Santiago, provei muitos sabores e mergulhei em culturas diferentes.

O Chile é um país comprido e variado... que une os picos altos da Cordilheira com as estações de esqui, o deserto do Atacama, os vulcões, ainda ativos, os lagos andinos, um deserto de sal incrível, a Ilha de Páscoa, onde reza a lenda Robison Cruzoé viveu sua história, sem falar na cultura Rapa Nui e Mapuche, os primitivos povos que deixaram seus legados.

O povo chileno é simples, simpático e acolhedor. Eles adoram os brasileiros e realmente sentiram na economia o impacto da falta de turistas “brasileños” em suas “calles”. Lá, nem ouvi falar da tal gripe suína. Mas confesso que viajei com um pouco de medo. Porém, lá me senti segura quanto ao atendimento médico. Um amigo meu de Natal, que estava no mesmo hotel, se sentiu mal e um médico veio ao quarto do hotel atende-lo e medica-lo. Um conforto. A Saúde é de qualidade.

Um aspecto que me chamou atenção foi o fato deles gostarem de brasileiros, e terem pavor de argentinos. Gente, piadinha de argentino pra todos os lados. Parece o Brasil! Rsrsrsrs

A comida, com muitos frutos do mar, e o salmão, tradicional das águas geladas, é cara. Nos lugares turísticos é MUITO cara. Já Esquiar em uma estação de esqui custa em média, uns 500 reais por pessoa. É preciso alugar transporte, equipamentos, pagar para entrar nas pistas e usar o teleférico e pagar por orientações de um professor.

Roupas, sapatos, vinhos, perfumes são muito baratos se você souber onde comprar.

Santiago é uma cidade que respeita a arquitetura do período das conquistas espanholas, com muitos castelos, prédios maravilhosos e muitos monumentos, em contraponto com uma arquitetura moderna do centro da cidade, inspirada nas metrópoles dos Estados Unidos.

A Cordilheira cerca a cidade. Parece coberta de algodão ou açúcar. Cerda de 50 quilômetros do centro ficam as primeiras estações de esqui: Farellones, Colorado e Valle Nevado. A última, a mais badalada, está a 3.000 metros de altitude. Fica difícil até de respirar. E a paisagem é algo indescritível.

Também seguimos de carro uns 200 quilômetros até a fronteira com a Argentina, em uma outra estação chamada Portillo. O Lago Inca é a paisagem mais bela que já vi na vida. E subir a Cordilheira junto com os caminhões brasileiros, me fez sentir de perto a sensação mágica desta jornada. Passamos pelo porto onde ficam parados os caminhões, às vezes por dias, quando a neve não permite a subida.

Já a região do litoral e do vinho, Viña Del Mar e Valparaíso, é pura poesia. A arquitetura, o Oceano Pacífico azul turquesa, as pedras, os pelicanos aos montes na praia, assim como os leões marinhos pegando um sol e dando um show aos turistas.

O nosso mundo é lindo demais. Deus nos presenteou com uma maravilha que devemos preservar para nossos filhos e netos. Há tantas paisagens que nos colocam mais perto dos céus, que se eu tiver tempo e dinheiro suficiente em minha vida, hei de conhecer!

Conhecer novas culturas, aprender novos idiomas, entender como funcionam outros povos é acrescentar uma bagagem à sua vida, que vale muito mais que dinheiro e bens.

Outro aspecto que me deixou muito feliz foi o fato de nas ruas de Santiago os animais serem tratados com respeito. Há uma Lei que assegura aos cachorros de rua por exemplo, a garantia de não serem maltradados. Há muitos cachorros enormes pelas ruas, dormindo tranqüilos no solzinho da tarde. São alimentados pelas pessoas da rua e apresentam-se muito saudáveis, limpos e dóceis. A PAC ia amar!!!

Bom, se algum dia você também quiser subir a Cordilheira, eu recomendo. Será uma experiência fascinante e inesquecível. O topo dos Andes é um lugar para sentar, contemplar e ficar mais perto de Deus e de si mesmo!
Mas eu sempre falo nos nossos parceiros da Joalheria e Óptica Sebben né! Quero aproveitar e afirmar que mais do que nunca, proteger os olhos com lentes de qualidade foi uma necessidade para mim. Os raios de sol refletem na neve com tanta força, e é uma claridade tão grande, que é necessário usar uma proteção. Sem um óculos bom, os olhos ardem, doem, a gente sente uma dor de cabeça! Os efeitos dos raios nocivos do sol não são brincadeira. Precisamos levar a sério as recomendações de quem entende do assunto!
Mas mudando de assunto...
Às vezes, no auge da minha dor de cotovelo, debocho dos meus amigos que estão pegando as gatinhas novinhas e filézinhos da cidade. Eles me devolvem, me chamando de “tia” Miche...
Tudo bem... o importante é a amizade que fica. Mas essa explicação que um amigo me deu sobre o fato de não se importar em gastar uns trocos com as meninas, me convenceu...
Cara ou Coroa: O cara, madurão, na faixa dos 50 anos de idade, sai com aquela gata escultural de 20 anos e a leva a um restaurante 5 estrelas, depois a uma danceteria, também de primeira e acabam no melhor motel da cidade, um duplex com piscina, hidro e solarium. Depois do bem bom, para impressioná-la, dá um lindo anel de ouro a ela.
Após mais umazinha, fumando um cigarro e dando um tapa no whisky 12 anos, ela pergunta:
- Benzinho, você me acha cara?
E ele responde na hora:
- Meu amor, na minha idade não tem jeito: ou é cara ou é coroa!!!
Ó céus...

4 comentários:

  1. oi Michele...depois e mtoooo tempo voltei aqui...como eu já disse estão lindissimas como sempre tuas fotos flor!!

    ResponderExcluir
  2. Ha... já estava sentindo tua falta!!!

    ResponderExcluir
  3. Sensacional as fotos.
    Maravilhos lugar hein.
    Sobre o comentario de cães bem tratados por la, fiquei maravilhada,por aqui os cães que passeiam com seus donos,fazem suas necessidades nos meus canteiros,nas gramas dos vizinhos,nas calçadas e estão passeando com seus donos,que pensam que porque a rua é publica todo mundo tem que aceitar o fato de que animais fazem coco,ohhhhhh sim, mas, cade o dono educado????? não custa nada carregar uma sacolinha e juntar a merdaaaaaaaaa do seu cachorro ,penso eu,pensa minha avó ,pensa minha mãe,... e olha que eu tenho um cachorro,dois gatos,4 gatinhos .
    Para tentar não gritar com ninguem ,porque o cachorro nao tem culpa,ele realmente quer fazer suas necessidades,coloquei uma plaquinha que recentemente com a chuvarada apodreceu,que dizia:
    "Não me importo caozinho que voce use meu canteiro como sanitario,mas,peça ao seu dono que recolha seu coco.

    Are baba!

    ResponderExcluir