Devaneios tolos... a me torturar.

domingo, 24 de janeiro de 2010

Férias!!!!!!!!!!!!




Oi geeeente! Dei um pulo no paraíso sem escala e voltei rapidinho. Tenho tirado férias em doses homeopáticas. Uns dias aqui... outros dias acolá... porque me enterrei de tal maneira em compromissos, que tenho a sensação de que não posso parar.




Sensação horrível essa. Se saio de férias, me sinto mal e culpada, pois deveria estar cumprindo esse ou aquele compromisso. Você também se sente assim?

Converso com muitas pessoas que abrem mão das férias porque tem muitas tarefas profissionais e não conseguem se desatar dos nós do trabalho. Isso é a pior coisa que podemos fazer conosco.

Todo ser humano merece um descanso. Dias de pernas pro ar em dolce far niente.
Por mais importante que seja alguém na empresa, no trabalho, na prestação de serviços... ninguém é insubstituível ou tão imprescindível que não possa desligar da tomada por uns dias.
Isso é fundamental para recuperar energias e recarregar baterias. Pense na sua vida, no trabalho e na batalha do dia a dia e deixe de desculpas: permita-se parar.



Permita-se viajar, acampar, dormir o dia todo, não atender o telefone, não acessar a internet, não conferir a conta bancária.
Você vai voltar energizado e tudo estará como você deixou... um pouco mais bagunçado talvez, mas nada que uma semana de trabalho não reorganize.
Mas nas férias... peguei um cineminha...

Avatar... você com certeza sabe o significado das palavras “Prepotência” e “Arrogância”. Pessoas prepotentes e arrogantes geralmente são aquelas que se acham tão perfeitas e cheias de razão, que do alto de sua sabedoria, humilham os demais, não respeitam as coisas que os cercam, não tem humildade e acabam por tornar o ambiente que habitam doente, pesado e praticamente insuportável.

Acredito que muitos de nossos governantes sejam prepotentes e arrogantes. E essa é a principal fonte de tantos desacertos e tantas injustiças, guerras, destruição e da falta de um entendimento rumo à paz, à harmonia e ao fim das desigualdades.
Em tempos de terremotos devastadores no Haiti, tsunamis, fome, guerra, deslizamentos, enchentes, e destruição aqui e acolá.... em tempos de profecias que prevêem o fim do mundo em 2012, precisamos, como raça humana, deixarmos de lado a arrogância e a prepotência, baixarmos nossa cabeça e reconhecermos que somos apenas parte de uma engrenagem, coordenada por uma força muito maior, que comanda a perfeita harmonia no planeta terra.
AVATAR é um filme que fala sobre isso. É um recado direto não só aos governantes mundiais, como a cada um de nós, que não faz sua parte para manter a vida em nosso planeta.
Avatar é uma lição de amor, vida, luta pelo local em que se vive, do qual retira-se o sustento, o alimento, o ar que se respira.
Avatar é um filme imperdível que só pode ser entendido por aqueles que forem além dos efeitos especiais, dos cenários e da magia do 3D, que permite praticamente estar dentro do filme, vivenciando as aventuras dos personagens.
Assisti no cinema e recomendo. A lição que eu tiro do filme é bem simples e se resume a uma parábola oriental que diz assim:
Um homem muito rico queria ser sábio e para isso procurou um guru indiano. Ao chegar aos pés do sábio, o poderoso empresário pediu sabedoria ao guru. O mesmo começou a servir ao seu aluno uma xícara de chá. E quando a xícara encheu e começou a transbordar, o discípulo disse ao mestre:
- Senhor, já está cheia. Pode parar.
O sábio olhou para o bem sucedido homem e disse:
- Viestes em busca de conhecimento. Mas tua cabeça está como esta xícara. Cheia. Enquanto não esvaziarmos o conteúdo, não haverá lugar para o novo.

Ou seja.... até com o ser mais simples nós, meros mortais podemos aprender. Desde que tenhamos nossa mente aberta para o aprendizado. E a grande maioria das pessoas busca conhecimento achando que já sabe tudo....
Mas gente, continuando nossa psicoterapia... Vocês já leram, ou assistiram “Foi apenas um sonho” ? Eu li, e assisti. O filme é com Leonardo Di Caprio e Kate Winslet.

Eu fico pensando se há pessoas que se contentam com uma vida estável, tranquila, e monótona. É esse o sonho de consumo da humanidade? Mulher, marido, filhos, emprego, café da manhã, almoço e jantar?
E os sonhos? E os projetos? E a vida correndo nas veias, nova a cada dia?
Quando nos acomodamos em uma situação, que parece agradável, mas que nos tortura e nos incomoda, estamos dando a mão para a tristeza nos guiar.
Viver é sonhar, é ter sede de mudança, é ter esperança. É mais florido o caminho que nos leva a realização de um projeto, do que a realização do projeto em si.
Muitas vezes as pessoas me criticam, porque quando eu não tenho nada a esperar, nada a projetar, nada para esperar, eu me desespero.

Eu fico louca. Eu acabo enlouquecendo quem está ao meu redor também.
Sei que não devemos ser ingratos com a vida que temos, com nossas conquistas. Mas sei também que jamais podemos deixar morrer os sonhos, aquela criança que um dia fomos, aquele adolescente que tinha ímpetos de conquistar o mundo. Aquele éramos nós. E quando matamos nossos sonhos, quando desistimos deles, estamos desistindo de nós mesmos.
Assista o filme. E depois comente ele comigo no Blog, OK?


2 comentários:

  1. Uma gota de amor vale mais do que um oceano de intelecto. Abç.

    ResponderExcluir
  2. É verdade. O amor é que move o mundo, embora muitos não tenham se dado conta disso e tentem buscar a felicidade por outros caminhos. ;)

    ResponderExcluir