Devaneios tolos... a me torturar.

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Tenho muito a quem amar... não quero a inveja por perto...


 

Eu não sou do tipo de pessoa sem ambição. Quero sim conquistar muito mais em minha vida. Mas mesmo não possuindo muitas coisas que desejo, sei muito bem que não ter tudo é o melhor ingrediente para uma vida feliz. Porque não ter tudo, me faz dar muito valor ao que tenho. Nunca odiei quem tem mais do que eu. Sempre acreditei que nosso trabalho e nosso modo de ver a vida é que nos conduzem a conquista de nossos sonhos. Nunca invejei as pessoas. 

Mas sinto na pele, muitas vezes o poder maléfico da inveja. Dizem que quem trabalha com meios de comunicação, está na vitrine. E quem está na vitrine é alvo mais fácil de pessoas invejosas e que se alimentam de calúnias, intrigas e maldades. 

Não acredito nesta teoria. 

Acho que mesmo quem se esconde em um buraco para comemorar sua felicidade, é alvo de gente infeliz e invejosa. A inveja é fruto da infelicidade. E o que a atrai feito imã é a alegria de quem sabe viver a vida em sua plenitude, bebendo em cálice delicado, cada gota da felicidade de gostar de si mesmo, de ser amado!

O que atrai a inveja é a felicidade... 

 

Lenda da Inveja

* Tere Penhabe
 
Lá no começo do mundo
a inveja não existia
a convivência dos seres
era de amor e alegria
o demônio insatisfeito
com esse trato bem feito
foi criando a ignomínia.
 
Deu à luz lá do seu modo
ao primeiro incompetente
para que fosse o pomo
da discórdia dessa gente
não precisou muito tempo
veio à tona o tormento
da inveja pertinente.
 
A inveja sempre tenta
apagar a luz alheia
é irmã do egocentrismo
parente de gente feia
que não agüenta sorrisos
acha que não é preciso
não há nada em que creiam.
 
Dizem que é alma côxa
que se arrasta pelo mundo
adquiriu esse defeito
nas guerras do submundo
lutando ao lado da ira
que é mãe da sua cartilha
o seu teor mais profundo.
 
Tem motivos de sobra
pra não suportar espelhos
porque vê os seus defeitos
eles mostram sem rodeios
o mal-humor que lhe é caro
o azedume que lhe embala
vai da cara até os joelhos.

Onde a inveja impera
a maldade anda livre
de mãos dadas com o demo
pois pra ele é bom alvitre
que ele foi seu criador
por pura falta de amor
e burrice sem limite.
 
Invejoso não se apruma
não toma jeito na vida
está sempre semeando
a tristeza que é sua lida
de nada ele é capaz
é cria de satanás
e é a cria mais querida.
 
Saibam, a inveja é peste
que não dá para encarar
eu encaro até a morte
da inveja quero afastar
gente invejosa é triste
vive com o dedo em riste
prontos para acusar.
 
Onde a inveja está
não se pode ser feliz
ela mata o bom-humor
só no fato de existir
mas quem acha que agüenta
essa alma melequenta
não passa de aprendiz.
 
Com quem a inveja professa
conviver não vale a pena
o seu coração é gruta
a sua alma é pequena
não consegue ver a luz
de uma estrela que reluz
se não for a sua mesma.
 
Mas a lenda não termina
só na sua criação
conhecê-la até o fim
não tenham essa ilusão
entretanto sei também
que ela mora num harém
e idolatra o seu patrão.
 
As ninfas do tal harém
todo mundo já conhece
a mentira e a hipocrisia
são primatas dessa messe
eunuco é o egocentrismo
formam um grande abismo
que o pior ser não merece.
 
E por fim diz a tal lenda
que o invejoso no futuro
vai perceber a esparrela
de ficar em cima do muro
vendo a alegria de um lado
do outro o amor reinado
e ele sempre inseguro.
 
Pois a inveja não consegue
esconder as evidências
de que o ser é mal amado
apesar das aparências

toda a sua luta é vã

é improfícuo o seu afã
pra quem Deus é a referência.
 
Por isso a inveja terá
o seu fim concreto e certo
antes do mundo acabar
dela ele será liberto
mas eu não vou esperar
tenho muito a quem amar
a inveja não quero perto.

2 comentários:

  1. Ó bela mulher, de encantos mil, canto de sereia, inteligencia ferina... não queres ser invejada?
    Então deixa de ser quem tu és, esqueces o que aprendeu, desaprende a vestir-te, esquece que tens voz, e fecha teus olhos, para que o brilho deles não ofusque as outras mulheres todas...
    Um beijo,
    sou teu fã!

    ResponderExcluir
  2. A inveja é o veneno que se toma querendo que o outro morra. Conta o mau olhado eu carrego meu patuá! Beijos!!!!

    P.

    ResponderExcluir