Devaneios tolos... a me torturar.

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Sutileza...

Eu rezo todas as noites para entender as pequenas mudanças. São elas as duradouras. Vem chegando de mansinho e quando percebemos... se instalaram em nossa vida. Esquecemos o que passou. Partimos para outra jornada. De repente, viramos a página. Não foi fácil, foi tão doloroso, e quando olhamos com atenção, aconteceu. 
A suavidade da grande metamorfose. 
A sutileza das pequenas coisas, as mais importantes. 
As mais caras. As definitivas.

Rezo para perceber a grandiosidade do que realmente importa, por mais simples que seja.



Se você consegue entender a gota de orvalho,
não tem necessidade de entender o oceano — você já o entendeu.
(Osho)

* Inspiração do blog da Fabi: Coisas que aprendi.

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Olá.....
    Bem Michele... Existe uma música do skank que passei a gostar devido a esta pessoa. A música se chama: SUTILMENTE.

    " E quando eu estiver triste
    Simplesmente me abrace
    Quando eu estiver louco
    Subitamente se afaste
    Quando eu estiver fogo
    Suavemente se encaixe

    E quando eu estiver triste
    Simplesmente me abrace
    E quando eu estiver louco
    Subitamente se afaste
    E quando eu estiver bobo
    Sutilmente disfarce
    Mas quando eu estiver morto
    Suplico que não me mate, não
    Dentro de ti, dentro de ti

    Mesmo que o mundo acabe, enfim
    Dentro de tudo que cabe em ti
    Mesmo que o mundo acabe, enfim
    Dentro de tudo que cabe em ti"


    E esta pessoa me ensinou a ter a sensibilidade de "sentir" como que o outro possa estar naquele momento: NUM SIMPLES SILÊNCIO E/OU OLHAR.

    ResponderExcluir