Devaneios tolos... a me torturar.

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Armadilhas

Pessoas, assim como as águas, quando não transparentes, camuflam seus poços profundos. Você vai, mas não sabe onde pisa. Uma vez no poço, ou você se afoga, ou nunca mais cai nele.




3 comentários:

  1. Confiei...

    Derramei três lágrimas:
    A primeira escorreu pela face e perdeu-se na boca;
    A segunda morreu achatada contra o assoalho;
    A terceira caiu na tua mão. E foi a que mais doeu.

    Caio Fernando Abreu

    Te cuida mas não te comporta.
    Bj

    ResponderExcluir
  2. Admito...

    Admito que doeu, que me sufocou.
    Admito que eu não sabia pra onde correr.
    Admito que me consumiu, que me corroeu, que me despedaçou.
    Mas também admito me fez olhar pra frente e entender que tudo nessa vida tem uma razão, e que se você se machuca muito, começa a não doer mais tanto.

    Caio Fernando Abreu

    Te cuida mas não te comporta.
    Bj

    ResponderExcluir