Devaneios tolos... a me torturar.

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Como nos leem os que nos odeiam...




Oi geeeeeente!
Meus amados queridos idolatrados leitores, vou começar com uma frase de efeito nessa semana:

Há vida inteligente na terra. Mas estou só de passagem! (haha)

Por mais que as outras pessoas possam dizer que não, nós sabemos que existe vida inteligente na terra, na nossa terra. Em Guaporé.

E estas pessoas inteligentes ficam sabendo dos “bafos” que acontecem, dos bastidores da informação, das polêmicas, e depois sabem ler as notícias publicadas nos veículos de comunicação local, e à partir delas, formar sua própria opinião.

Ninguém consegue manipular o povo todo como uma massa burra, que tem orelhas grandes e urra. Ora, as pessoas sabem das coisas, tiram suas próprias conclusões, tomam seus próprios partidos.

Somente os descerebrados são marionetes. E quero crer que são poucos os acéfalos de Guaporé. Embora, eles existam.

Mas agora, trago a Martha Medeiros à pauta para confirmar algo que todos nós já desconfiávamos: como cuidam de nossas vidas os que nos odeiam! Incomodamos tanto, que passamos a ser o centro das atenções. Devemos ser fortes, e importantes, então. E aí, publico um trecho que retrata bem como é difícil ser imprensa em Guaporé. E que mostra também... COMO NOS LEEM OS QUE NOS ODEIAM!

“ Uma sociedade plural é muito melhor do que uma sociedade em que todos pensam igual. Sem divergências, nada evolui ― nem o pensamento, nem o país.

Quem escreve em jornal sente na pele essa dinâmica de opiniões conflitantes. São tantos os leitores, das mais variadas origens e crenças, que fica absolutamente impossível almejar uma unanimidade, só em santa ingenuidade.

Você fala em sexo e desejo, o outro salta condenando o hedonismo. Você clama por charme na vida, o outro salta condenando que é elitismo.

Quem tem razão?
Cada um tem a sua, e que se atreva alguém a dizer quem está certo ou errado. Há tantas verdades quanto seres humanos na terra.

Falou bem do PT? Rendida, vendida, mal-intencionada. Falou mal do PT? Rendida, vendida, mal-intencionada. Não falou de política? Alienada.

Usa palavra antiga, entrega a idade. Usa uma palavra nova, está inventando moda. Que palavra está em voga?

Voga???

O mesmo texto tudo provoca: uns te amam, outros te toleram e alguns não perdem a chance de te esculachar. Como te leem os que te odeiam!!!!!!!!!!!!

Você toca profundamente o coração de uma senhora e com o mesmo texto enoja um estudante. Uma professora te agradece a contribuição em sala de aula, outra proíbe que os alunos te convoquem.

Você defende as minorias e alguns vibram com a referência, outros têm certeza que é deboche. E nem ouse citar Deus em suas crônicas, apenas em suas preces.

É uma aventura a cada linha, uma salada mista a cada ponto de vista. Franco-atiradores a serviço da reflexão, todos nós, os daí e os de cá.  Sabemos um pouco de tudo e muito do nada. E salve o bom humor diante desta anarquia, já que de algum jeito, há que se ganhar a vida.”

* Martha Medeiros

Meus queridos, às vezes a imprensa é equivocada, e quem diria, até mesmo mal informada. Mas sendo livre, tem o direito de errar. Mais errado é aquele, que quer a imprensa calar.

2 comentários:

  1. * Escrevi esse texto pelo Dia Mundial da Liberdade de Imprensa... em nossa pequena aldeia.

    ResponderExcluir
  2. Ninguém agrada a todos. Nem Angelina Jolie.rs

    ResponderExcluir