Devaneios tolos... a me torturar.

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Desista, mas de cabeça erguida.




Na contra mão das frases feitas que afirmam que “quem acredita sempre alcança”, “desistir não é nobre”, e outras tantas filosofias que nos obrigam praticamente a não desistir JAMAIS... a vida mostra que chega uma hora em que é preciso desistir, sim.

Não falo em desistir na primeira tentativa, desanimar no primeiro obstáculo, fracassar na primeira derrota. Estou falando em não insistir quando realmente não dá mais.

A maior parte das pessoas não entende a sutil diferença entre lutar pelo que se quer e se tornar desagradável ou teimoso.

Principalmente no amor, mas também no trabalho e na vida, as pessoas não sabem a hora de parar.

Se ela já percebeu que não ia dar certo e te falou isso com todas as letras, por favor, parta para outra.

Mas de coração aberto. Não fique inventado desculpas para um encontro, enviando presentes, ligando na madrugada chuvosa porque ela tem medo de temporal, aparecendo nos lugares em ela costuma ir. Isso não faz ninguém amar ninguém. Nem vai fazer com que depois de tanto dizer que não vai dar, ela bata a cabeça e descubra que você é realmente o homem da vida dela.

Se você quer ser médico e nos últimos 10 anos não passou no vestibular, que tal deixar o cursinho de lado e encontrar um outro trabalho que te dê prazer, ao invés de se achar o eterno médico fracassado?

Se você se esforça para ser o melhor, dedica-se de corpo e alma, e há anos não consegue agradar seu chefe, conquistar a promoção sonhada ou o aumento salarial, que tal se dar conta de que talvez a empresa não te mereça, e cair fora?

Às vezes a teimosia traz a conquista, mas a que preço?

Acredite, essas conquistas na marra, vão trazer mais infelicidade do que alegrias. Tem uma frase que diz: Cuidado com o que deseja... você pode conseguir.

Porque é feio desistir? Porque é humilhante reconhecer que perdemos?

Porque estamos alimentando os egos e fazendo com que as pessoas pensem que são tão incríveis que não podem receber um não?

Na minha infância me ensinaram que receber um não era educativo. E que era correto saber aceita-lo.

Por favor! Desistam de mim se não dou amor, atenção, carinho ou o respeito que vocês merecem. E eu prometo desistir sem mágoa daqueles que não podem correspondem às minhas expectativas.

Acreditem, é possível desistir de cabeça erguida.

“Em toda a vida, nunca me esforcei por ganhar nem me espantei por perder. A noção ou o sentimento da transitoriedade de tudo é o fundamento mesmo da minha personalidade.”

Cecília Meireles

Tentei, porém nada fiz...
Muito, da vida, eu já quis.
Já quis... mas não quero mais...”

Cecília Meireles

(...) farei o possível para não amar demais as pessoas, sobretudo por causa das pessoas. Às vezes o amor que se dá pesa, quase como uma responsabilidade na pessoa que o recebe. Eu tenho essa tendência geral para exagerar, e resolvi tentar não exigir dos outros senão o mínimo. É uma forma de paz...

Clarice Lispector


8 comentários:

  1. Interessante o ponto de vista. O que diser então de mulheres que se submetem a tudo pra ficar do lado de um homem. Humilhação, traição, falta de atenção. Só por teimosia ou por falta de coragem de partir pra ourra.

    ResponderExcluir
  2. Acho que quando colocamos uma coisa na cabeça e queremos muito, que se torna uma questão de honra, fechamos os olhos para todas as oportunidades ao nosso redor. Vejo muitas pessoas deixando de ser felizes de verdade por pura teimosia. Sustentam relacionamentos que não são verdadeiros, empregos que não dão prazer, hábitos que não concordam e seguem regras que não acreditam. Para impressionar os outros. Falta um pouco de VERDADE na vida.

    ResponderExcluir
  3. Olha, tive q postar este texto e comentário no meu orkut. Este texto falou demais ao meu coração...Eu sou a prova viva que me submeti a traiçao, humilhação e falta de amor próprio para ficar com uma pessoa que EU SABIA que era mentiroso, sem caráter... E mesmo descobrindo isso tudo, não tinha deixado de amá-lo. Ainda o amo.Mas não voltaria de forma alguma! Faltava sim, MUITA VERDADE na minha vida! Pq eu queria viver esta "vedade" sabendo que estava vivendo numa mentira. E eu que pensava estar feliz! Mesmo sabendo que era infeliz! Não queria perde-lo para ela! Poderia ser para qualquer uma, MENOS PARA ELA! Muitas das vezes, nós mulheres gostamos de ser masoquistas! Queremos ver foto! relembrar, procurar etc...Mesmo sabendo que aquele amor (que vc tem por ele e ele não por vc) vá te machcar...

    ResponderExcluir
  4. Nossa! Resumiu aí a mais pura verdade. Acho que alguma vez na vida isso acontece com todas nós. Eu também já passei por isso. E sabe, hoje olho para o passado com pena de mim mesma, por ter sido tão boba, tão infantil. Tem mulheres que preferem ser infelizes e humilhadas. Isso não é amor pelo outro. É falta de amor próprio. Quem se ama, sofre, mas não se submete a esse tipo de coisa! parabéns, por ter conseguido parar. Hoje você ainda poderia estar com ele, mas com certeza ele continuaria o mesmo... então não valeria a pena!

    ResponderExcluir
  5. Olá Michelle, infelizmente não tem como escrever meu nome... mas tenho orkut! Como posso te achar?
    Bem, ainda faltando poucos dias (apenas4 dias) para o noivado dele, fiz um teste com ele (mesmo que no fundo eu queria fazer tal coisa) Eu o chamei p sair e ele aceitou. Isso mais uma vez eu o vi o quanto era mentiroso. E o que ganhei? Muitas coisas! Sentimento é uma droga! E ainda de saudades das coisas boas. Mas quando lembro dessas coisas boas... EU RELEMBRO DE TUDO O QUE ELE FEZ COMIGO E O QUE ESTA FAZENDO COM ELA. Mas o lance não é sentir pena de nós, pelo que erramos no passado.... PENA É O PIOR SENTIMENTO! E nem podemos ter raiva, vontade de nos esganar, pois isso tb é uma força de sermos masoquistas! A falat de amor próprio... Isso eu tive e foi horrível! NUNCA MAIS QUERO PERDER O AMOR QUE TENHO POR MIM MESMA! Estou resgatando isso, aos poucos...Está sendo mega difícil, mas estou conseguindo. É igual DEPENDÊNCIA QUÍMICA. POR MAIS 24 HORAS!!!

    ResponderExcluir
  6. É isso aí. Um dia após o outro. Se eles não mudam, mudamos nós!
    Meu orkut:
    Michele Lunardi II
    O primeiro perfil está cheio já!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Parabéns pela reflexão. Já desisti de muitas coisas em minha vida e todos os meus fracassos pessoais foram fundamentais para o meu sucesso de hoje. Então, parece-me que o bom da vida é não lutar contra algo que não quer vingar.

    ResponderExcluir