Devaneios tolos... a me torturar.

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Eu vejo flores em você!


Eu vejo flores em você!!!

Oi geeente! Nós, habitantes guaporenses descendentes da espécie boca grande (já que adoramos falar do alheio e nos queixarmos), seguidamente reclamamos do clima, do frio, da chuva, do calor, do sol, do vento, da umidade... de tudo.

Mas a verdade é que somos privilegiados por termos a oportunidade de vivenciarmos as quatro estações. Assim temos a impressão de que sempre podemos recomeçar. É assim que me sinto nesta época do ano. Recomeçando.

Sinto o cheiro das flores, o sol parece ficar mais luminoso, as gostosas da cidade voltam a desfilar seus mondongos pela Sílvio Sanson, os barzinhos e calçadas ficam cheios... e que bom, Guaporé renasce.

Nós também queremos ficar com a aparência da nova estação! Fui no Salão da Mary e fiz uns banhos para tirar o branco da pele, já que me sinto com aparência de doente no inverno. Não gosto de torrar no sol, porque sempre fico vermelha feito camarão e cheia de manchinhas que uma vez chamávamos “belezas” e agora sabemos bem que de belas elas não tem nada. Por isso, prefiro alguns banhos artificiais por ano, que vão dando cor gradativamente e não me deixam vermelha, com a segurança de cumprir regras de saúde e nunca exagerar, evitando assim o aparecimento de câncer de pele e o envelhecimento precoce.

Uma cor mais saudável não é luxo, é sensação de bem estar!

Também voltei a caminhar, não porque quero emagrecer ou virar a miss gostosa guaporense 2010. Quero respirar. Parece que quando o ar da primavera entra nos pulmões, a gente se sente pronta para mais um ano.

Renasço no verão. Repouso no inverno. Muitas pessoas se sentem assim e agradecem por ter a oportunidade de mudar conforme o clima. Há aqueles que não mudam nunca. Mas tadinhos, não se dão conta de que na vida, nada dura para sempre.

Então vamos aprender a respirar a nova estação e fazer dela uma oportunidade para sermos melhores. E viva Guaporé no verão, com todas as peculiaridades e as barbaridades que só as ruas ao redor da Praça conseguem registrar!
Mudando de assunto...

Esse texto abaixo escrevo para uma leitora, que outro dia me mandou e-mail dizendo que tinha desistido de lutar pelo “homem da sua vida” e se sentia derrotada. Queridíssima... se ele fosse o homem da sua vida, estaria com você! Quem não nos ama, não pode ser nosso destino. Procure melhor, hein! De repente o seu amor verdadeiro está te esperando bem pertinho...
Desista, mas de cabeça erguida...
Na contra mão das frases feitas que afirmam que “quem acredita sempre alcança”, “desistir não é nobre”, e outras tantas filosofias que nos obrigam praticamente a não desistir JAMAIS... a vida mostra que chega uma hora em que é preciso desistir, sim.

Não falo em desistir na primeira tentativa, desanimar no primeiro obstáculo. Estou falando em não insistir quando realmente não dá mais.

A maior parte das pessoas não entende a sutil diferença entre lutar pelo que se quer e se tornar desagradável, burro ou teimoso. Principalmente no amor, mas também no trabalho e na vida, as pessoas não sabem a hora de parar.

Se ele já percebeu que não ia dar certo e te falou isso com todas as letras, ou se não corresponde a suas expectativas e necessidades, por favor, parta para outra. Mas de coração aberto. Não fique inventado desculpas para um encontro, enviando presentes, ligando na madrugada, aparecendo nos lugares em ele costuma ir. Isso não faz ninguém amar ninguém.

Se você quer ser médico e nos últimos 10 anos não passou no vestibular, que tal deixar o cursinho de lado e encontrar um outro trabalho que te dê prazer, ao invés de se achar o eterno médico fracassado?

Se você se esforça para ser o melhor, dedica-se de corpo e alma, e há anos não consegue agradar seu chefe, conquistar a promoção sonhada ou o aumento salarial, que tal se dar conta de que talvez a empresa não te mereça, e cair fora?

Às vezes a teimosia traz a conquista, mas a que preço?

Acredite, essas conquistas na marra, vão trazer mais infelicidade do que alegrias. Tem uma frase que diz: Cuidado com o que deseja... você pode conseguir.

Porque é feio desistir? Porque é humilhante reconhecer que perdemos? Porque estamos alimentando os egos e fazendo com que as pessoas pensem que são tão incríveis que não podem receber um não?

Na minha infância me ensinaram que receber um não era educativo. E que era correto saber aceita-lo.

Por favor!!!! Desistam de mim se não dou amor, atenção, carinho ou o respeito que vocês merecem. E eu prometo desistir sem mágoa daqueles que não podem correspondem às minhas expectativas.

Acreditem, é possível desistir de cabeça erguida.
“Em toda a vida, nunca me esforcei por ganhar nem me espantei por perder. A noção ou o sentimento da transitoriedade de tudo é o fundamento mesmo da minha personalidade.”
Cecília Meireles
(...) farei o possível para não amar demais as pessoas, sobretudo por causa das pessoas. Às vezes o amor que se dá pesa, quase como uma responsabilidade na pessoa que o recebe. Eu tenho essa tendência geral para exagerar, e resolvi tentar não exigir dos outros senão o mínimo. É uma forma de paz...
Clarice Lispector

Geeente!!! Vocês estão pensando na fantasia que vão usar no Clube dia 14 de novembro? A festa mais divertida da cidade está se aproximando e a cada ano a criatividade dos guaporenses me surpreende!

Sebben: semana que vem eu informo o nome do vencedor da promoção da Joalheria e Óptica Sebben aqui na coluna. Já entreguei para o Rodolfo o nome de todos os que participaram e o sorteio vai ser feito na loja. Obrigado a todos que escreveram e deixaram suas opiniões registradas. Agora, na Joalheira e Óptica Sebben, as promoções continuam! Na compra do óculos de grau você ganha um relógio Mondaine!!! Obaaaaaaaaaa! Ah... no espaço para a moda, dá uma olhadinha nas dicas de óculos de sol!

Fico por aqui... semana que vem tem mais! Escrevam para:
michele@tl.com.br

Mural de Recados:

Geeeente! Participei de uma festa na última sexta... com direito a GO GO BOYS e tuuuudo! Os gatinhos contratados para a alegria das mocinhas, literalmente nos fizeram dar piruetas no ar! Agradeço o convite da mocinha que nos proporcionou uma noite espetacular, e também mandar um beijo a todas as outras mocinhas que dançaram até o chão na festa, sob supervisão atenta dos maridos e namorados, claro (eles também foram convidados!). Uma noite memorável, mas a melhor parte não é publicável... hahaha

Beijooo! Para a Cristiane Bortolini! Amadaaa! Que Deus te abençoe e ilumine e te devolva em dobro os desejos a esta “colonista” destrambelhada! Obrigado por escrever!

O Dani prestou muita atenção nas dicas da coluna da semana passada... Mas a Débora me garantiu que ele não usa nenhum dos acessórios citados na ocasião... UFAAAAAAAAAA!

Frase da Letícia Antunes, para todos nós: Faça tudo hoje, pois a única coisa que deixarás aqui, será a lembrança das coisas boas e ótimas que fizestes! O amanhã é incerto demais...

Entenderam? Beijossss


PAZ NO TRÂNSITO É O QUE QUEREMOS! Neste domingo, dia 1° de novembro, às 16 horas esperamos todos os guaporenses em uma caminhada pela vida! Participe!


Dica de Moda:

Gente, agora a palavra da moda é “NUDE”! Isso mesmo. Não, nada de andar pelado por aí. Nude é uma tendência que chega com tudo para esta estação. É o destaque para o natural. Apostas em cores como areia, marrom claro, bege, gelo e cores que se aproximam mesmo do tom da pele da pessoa. Na maquiagem vale o mesmo: acobreados, lábios foscos sem cores chamativas, aparência saudável de uma pele bronzeada, com sobriedade nas sombras desde o marrom até a cor gelo. Nas roupas, se você é branquinha, abuse do nude com acessórios colorindo o visual. Quebre a sobriedade com um cinto colorido, um sapato destacado ou um colar chamativo.
Os óculos de sol nude são aqueles que tem a armação clara, praticamente cor de pele, ou marrom clarinho com lentes em dregadê. Este tipo de óculos de sol cai bem para uma produção romântica ou para um contraponto com roupas mais sexies.

2 comentários:

  1. Ola Miche,com carinho eu agradeço o coments e a participação no meu aniversario de 40 anos.Alegrias diversas vivenciadas pela mulherada e observada ohhhh sim pelos carros chefes.....lalalallalal na ternura dos quarenta.Foram tantas as idades
    Da vida que atrás deixei,
    Não quero sentir saudades,
    Vou em outras amizades,
    Amar o que não amei.

    Os copos que não bebi,
    Os discos que não toquei,
    Os poemas que não li,
    Os filmes que nunca vi,
    As canções que não cantei.

    Meus amigos,
    Importante é o sorriso,
    Pra seguir viagem,
    Com a coragem, que é preciso.

    Não adianta,
    Deitar contas à vida,
    A ternura dos 40
    Não tem conta nem medida. ( P Bandeira)

    Um abraço querida !

    Jaque

    ResponderExcluir