Devaneios tolos... a me torturar.

sábado, 21 de março de 2009


"Há um silêncio dentro de mim. E esse silêncio tem sido a fonte de minhas palavras."

* Clarice Linspector


Oi geeeente!!! Hoje vou falar de uma coisa íntima e pessoal (não, não vou abrir minha vida amorosa hihihi). Vou falar de uma angústia estranha, uma sensação de vazio. Uma tristeza profunda que se esconde de maneira rasa por trás da felicidade do meu dia a dia...

Recebi um e-mail... de uma leitora dessa coluna. Estranhei, porque geralmente recebo frases bonitas, pessoas dizendo que ler este espaço faz bem. Mas este foi diferente. A moça começava assim:

Michele, não leve para o lado pessoal. Mas toda a vez que leio tua coluna, sinto uma raiva muito grande de ti! É fácil falar para as pessoas serem felizes, lutarem por seus ideais, por seus amores, quando se pesa menos de 60 quilos, se tem um emprego legal, família e namorado. Quanta hipocrisia! Quando tu pesar 120 quilos e não conseguir sequer uma vaga de secretária porque te acham uma baleia, me liga, que eu vou te consolar.”

No início fiquei chocada, triste. Com vontade de parar de escrever. Mas depois de analisar bem a situação, pensei:- Fácil é pra ela, descrever que é infeliz e que desistiu de lutar pela felicidade porque tem 120 quilos. Óbviamente ela tem um motivo aparente para se sentir só, vazia, infeliz de vez em quando.

Mas também me dei conta de que muitos de nós, independente das conquistas que temos ao longo da vida, da nossa aparência física, da nossa conta bancária, ou de namorarmos o George Clooney, também podemos sentir essa sensação de tristeza e impotência. Só que quando expressamos estes sentimentos, as pessoas não nos dão crédito, não acreditam na nossa dor. Simplesmente falam... “Olha a fulana... se queixando de barriga cheia...

A verdade é que sim, sou uma privilegiada. Como vocês, que me lêem e que nunca tiveram nenhuma tragédia na vida. Mas me sinto deprimida e triste. Sozinha em meio às pessoas. Às vezes, com medo de perder quem amo, magôo justamente as pessoas que mais prezo. Xingo, finjo que elas não tem importância, afasto elas de mim. Depois de crises de consciência como essas, que às vezes me acometem, penso muito sobre o sentido da vida, sobre como torna-la importante, para mim e para os demais.

Por isso, pra essa moça que me escreveu, e para você que me lê, vou sugerir o livro:

O Carrasco do Amor. É do psicanalista Irvin D. Yalom e apresenta casos de psicanálise reais. Uma senhora de 70 anos, deprimida e presa a uma paixão por um homem 35 anos mais jovem. Presa a um relacionamento que aconteceu há 8 anos e que a fez parar no tempo. Devassada por uma paixão.

Um homem viciado em sexo, com um câncer terminal, cujo sonho se resume a seguinte frase: “se o estupro fosse legalizado...”

Uma mulher que negligencia dois filhos vivos, e vive querendo ressuscitar a filha morta tragicamente.

Pessoas sentimentalmente doentes.

Todos “QUEREM” algo impossível.

Assim como eu. Eu quero que o tempo pare. Eu não quero perder as pessoas que amo. Eu quero estar sempre apaixonada. Eu quero a perfeição. Eu quero ser imortal.

É a “dor existencial”. Pode ser desencadeada por um fato triste, uma desilusão amorosa, a perda de alguém querido ou pelo simples fato de nos darmos conta de que tudo acabará um dia. Morremos. E a morte é uma experiência solitária. Ninguém poderá nos acompanhar.

Nascemos sós. Morremos sós. Precisamos acima de tudo descobrir o prazer de sermos nós mesmos, e de aproveitarmos o tempo que temos por aqui... que é finito.

Por isso digo: não se acomode. Não se esconda atrás da obesidade, da magreza, da incapacidade de achar um bom emprego, da incapacidade de viver um grande amor. Encare seus fantasmas. Todos nós temos um armário com um esqueleto escondido. Como diz a canção...

“Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é.”

E vai mais uma dica: leia, procure explicações. Encontre pessoas que sejam como você. Procure aprender como elas evoluíram, superaram essa ansiedade, esse medo, esse silêncio da alma.

Escrever me faz bem. Gostaria que fizesse bem a quem me lê. Mas nem tudo é como gostaríamos. Por isso, peço desculpas à moça que me escreveu, se de alguma forma, meu modo de ser a incomoda e lhe causa mal.

E para você aí... leia “O Carrasco do Amor”. É profundo, verdadeiro, revelador.

Eu aqui, não estou tentando tirar ninguém da depressão. Mesmo porque quando alguém está em depressão, a ajuda de um profissional é que fará a diferença. Ficar forçando a pessoa a se divertir, “sair dessa”, esquecer os problemas, mais atrapalha do que ajuda. Palavras da minha querida amiga, Dra. Melissa Osmarini. Depressão é diferente de tristeza, de melancolia, de angústia. Depressão é doença. Precisa de tratamento, não de conselho!

Mas... mudando de assunto...

Para não ter problema existencial... queria ter um bilau...

Hahahaha!!!

Acho que a solução dos meus problemas seria ser homem. Sei lá... parece que eles não tem essas frescuras temperamentais de mulher. Nem sangram todo o mês. Nem precisam se preocupar com celulite.

Outro dia, disse pro Edi que eu devia ter nascido macho. Ele riu de mim e falou:

-Fica assim que tá ÓTEMO! rsrsrs

Mas pra você que concorda que homem sofre menos do que nós, o “sexo frágil”, aí vão algumas vantagens de ser HOMEM:

1 - Uma viagem de 05 dias requer apenas uma mochila.

2 - Conversas telefônicas acabam em 30 segundos ou menos.

3 - Nada de filas para o banheiro.

4 - Você consegue abrir as tampas dos potes.

5 - Ao passear pelos canais da TV, você não tem que parar quando vê alguém chorando.

6 - Todos seus orgasmos são verdadeiros.

7 - Você não tem que carregar uma bolsa cheia de tralha pra cima e pra baixo.

8 - Você pode ir ao banheiro sem um grupo de apoio.

9 - Se seu trabalho é criticado, você não fica achando que todo mundo te odeia.

10 - Você economiza tempo e dinheiro lavando a roupa de 3 em 3 semanas.

11 - Fazer sexo não deixa você preocupado com sua reputação.

12 - Se alguém esquece de convidar você para alguma coisa, é apenas um esquecimento, e não evidência de que odeiam você.

13 - Você não tem que fazer a barba em lugar algum abaixo do pescoço.

14 - Nenhum dos seus colegas de trabalho tem o poder de fazer você chorar.

15 - Se você tem 34 anos e é solteiro, ninguém liga.

16 - Chocolate é um alimento como qualquer outro.

17 - Flores resolvem tudo.

18 - Você não tem que se preocupar em “ferir os sentimentos” dos outros a cada telefonema pronunciado.

19 - Você consegue estacionar em vagas que têm menos de 2.5 vezes o comprimento do seu carro.

20 - Ana Maria Braga inexiste no seu universo.

21 - A revista "Caras" inexiste no seu universo.

22 - Você não tem compulsão de arrumar sua casa inteira em 15 segundos quando alguém toca a campainha.

23 - Os mecânicos lhe dizem a verdade.

24 - Você está se lixando se alguém percebe ou não que você cortou o cabelo.

25 - Se você está assistindo a um jogo com um amigo seu e ele está no mais absoluto silêncio por 45 minutos, é porque o jogo está bom, e não porque ele está de mal com você.

26 - O mundo é seu mictório.

27 - Você não depende do seu cônjuge para programar videocassete, configurar programas, abrir vinho, trocar pneu, etc.

28 - Cera quente e suas partes íntimas estão sempre a uma distância respeitável.

29 - Cabelos brancos e rugas somam charme.

30 - Ninguém fica olhando para seu peito enquanto conversa.

31 - Você tem um relacionamento absolutamente normal com sua mãe.

32 - Você pode comprar camisinhas sem que o balconista faça aquela cara de "visão de raios-X".

33 - Se você diz que vai ligar para um amigo e não liga, ele não fica choramingando e os outros não formam um comitê para solucionar o problema.

34 - Você não tem medo da velhice.

35 - Você não tem que dispensar uma oportunidade de fazer sexo.

36 - Filmes pornôs são projetados especificamente para sua mente.

37 - Você não tem que se lembrar dos aniversários de casamento e nascimento de todo mundo.

38 - Ter antipatia por ela não o impede de fazer sexo com ela.

39 - Quando se encontra com os amigos, você sabe que não vai enfrentar a frase: "Então, está notando algo diferente em mim?".

40 - Seus amigos não o obrigam a falar sem ter sobre o que falar.

41 - A continuidade do Universo não depende da roupa de cama ser trocada todo dia.

42 - Ter barriga não o impede de usar camiseta.

43 - Você se diverte com listas politicamente incorretas na internet que deixam as mulheres espumando de raiva. Quando elas fazem uma lista esculhambando os homens, você também se diverte.

44 - Se você vai em algum lugar e uma outra pessoa usa a mesma roupa que você, nenhum dos dois repara nisso.

45 - A maioria dos seus problemas familiares são resolvidos com duas simples respostas que geralmente você pronuncia sem ter sequer prestado atenção no que foi dito antes a você: "Não sei. Pergunta pra sua mãe." e "Você está certa querida…"

46 - A felicidade absoluta pode ser alcançada simplesmente com uma latinha bem gelada.

47 - Se você não viu o último capítulo da novela, ora, que novela?

48 - Você pode trabalhar sem preocupações de ser assediado sexualmente.

49 - Você pode fazer xixi em qualquer banheiro do mundo sem necessariamente ter que encostar em coisa alguma que não seja sua.

50 - Você não tem TPM.

Um comentário: