Devaneios tolos... a me torturar.

terça-feira, 24 de março de 2009


Vamos combinar... EU DETESTO GENTE SUUUPER LEGAL!!! Sabe aqueles que pedem desculpas o tempo todo? Querem saber se você está chateado com ele, se ele te fez alguma coisa? Aqueles que estão sempre sorrindo mesmo diante das piores situações? Aquele que parece que NUNCA tem problemas? Fala sério!

Imagine-se nessas três situações:
a) Você, comprou seu primeiro carro, um fusca, fez sua carteira de motorista e está toda cuidadosa, a 40 por hora na Sílvio Sanson, mas “esquece” de olhar pelo retrovisor... tem alguém tentando ultrapassar... e eis que passa aquele motorista apressadinho buzinando e gritando: - Tiiinha que ser mulher!
b) Você comprou aquela blusa m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-a, tamanho 42, cheia de brilhos e costuras diferentes, e pagou os olhos da cara. Na primeira lavada, a blusa pula para o 34! E você parece que está vestindo uma camisa de força, de tão apertada. Tenta trocar e a vendedora afirma:- Infelizmente não posso fazer nada por você!
c) Você está na casa do seu namorado Paulão, se achando a gostosa. O cara no banheiro e o celular dele “vibra”. Você ingenuamente pega o aparelhinho e lê a mensagem:- “Ki xaudadi di ôcê, meu xuxuzinhu!”

E aí?????? Se em pelo menos uma dessas situações você não SURTAR, você é:

a) o DALAI LAMA
b) uma pessoa extremamente perigosa

Esse é o problema da pessoa super legal. Ela não pode ser real. Se você pisa no pé (e no calo) de alguém e essa pessoa pede desculpas por ter deixado o pé debaixo do seu, ou ela é a encarnação de BUDA na terra, ou ela simplesmente vai pra casa, arquitetar uma vingança fria e calculista, fazer um bonequinho seu e te “vuduzar”.

Tem uma música que diz: “Não existiria luz, se não fosse a escuridão”.

NINGUÉM É BONZINHO O TEMPO TODO!Todos nós como simples mortais, possuímos sombra e luz dentro de nós. Temos escondidos em um cantinho, sentimentos como raiva, rancor, fúria, indignação, desejo de vingança. Simplesmente nos livramos destes fantasmas xingando de vez em quando, chutando o sofá da sala, mandando o chefe ir para a Conchinchina, gritando com o namorado, armando um barraco na festa, tomando um porrezinho ou chorando horrores!!!!

Pessoas que não reagem... que se fazem o tempo todo de boazinhas, extremamente compreensivas e santinhas e que não extravasam esses sentimentos “mundanos” podem ser justamente aquelas pessoas que sem mais, nem menos, puxam nosso tapete em alguma oportunidade.

São aquelas que espalham uma rede de intrigas por debaixo dos panos na empresa... que minam a relação dos outros colocando pulgas atrás da orelha das pessoas... e as mesmas que podem virar as costas para você, em um momento de precisão.

Tudo que é exagerado é perigoso. Até mesmo a submissão e a “ingenuidade”. Ninguém é perfeito. Desconfie de quem “aparenta” ser...

O inimigo declarado é fácil de prever. Pior é o inimigo disfarçado. Quem não ouviu falar do lobo disfarçado de cordeiro?

Lendo uma obra de um psiquiatra, compreendi um pouco mais esse assunto. Ninguém consegue ser somente “bom” o tempo todo. “Tolerante” o tempo todo. “Perfeito” o tempo todo. Precisamos ter o direito de errar. De extravasar. Quem não consegue cuspir os sapos que engole, enlouquece. E muitas vezes, as ações irracionais que acompanhamos na mídia (crimes, violência, suicídios), realizadas por pessoas até então extremamente “pacatas”, podem ser fruto de anos e anos de fúria contida.

Vamos extravasar... como diz a linda e loira Cláudia Leite:

“Extravasa, libera e joga tudo pro ar. Eu quero ser feliz, antes de mais nada!”

Mudando de assunto....

Eu acho lindo homens românticos... e é tão fácil encontra-los não é meninas? Leiam essa história e tentem se identificar com algum personagem:

Três mulheres, uma noiva, uma casada e uma amante, estavam conversando sobre seus relacionamentos e decidiram agradar seus homens. Aquela noite todas as três iriam testar a sensualidade e o poder que exerciam sobre seus companheiros, usando corpete de couro, máscara nos olhos e botas de cano alto.
Após alguns dias, elas tornaram a se encontrar. Cada uma relatou a sua experiência.
Disse a noiva:
- Naquela noite, quando meu namorado chegou em casa encontrou-me usando o corpete de couro, botas com 12cm de salto e máscara sobre os olhos.
Ele me olhou intensamente e disse: ' Você é a mulher da minha vida, eu te amo'. Então fizemos amor a noite inteira.
A amante contou a sua versão:
- Ah, comigo também foi parecido. Naquela noite encontrei meu amante no escritório. Estava usando um corpete de couro, mega saltos, máscara sobre os olhos e... mais nada! Usava uma capa de chuva para cobrir meu corpo. Quando eu abri a capa, ele não disse nada... seus olhos me devoraram... me agarrou e tivemos sexo a noite toda.
E aí a casada contou sua história:
- Naquela noite eu mandei as crianças para a casa da minha mãe. Arrumei-me como combinado: corpete de couro, super saltos, máscara sobre os olhos. Então resolvi incrementar o visual. Aproveitei para inaugurar um perfume novo e um batom vermelho que nunca tinha usado antes. Lembrei-me de um comentário que meu marido fez sobre a sensualidade da roupa íntima preta e coloquei a que acabara de comprar... um fio dental com um lacinho de cetim em ponto estratégico. Quando meu marido chegou do trabalho, abriu a porta e me encontrou em pé no meio do quarto fazendo caras e bocas. Olhou-me de cima abaixo e disse:
'E aí, Batman, o que temos para o jantar?'

Grrrrr!!!!!! Insensível!!!!!!!!!!!!!!!

2 comentários: