Devaneios tolos... a me torturar.

terça-feira, 24 de março de 2009


Para o bem geral da Nação tenho uma ótima notícia!!!! Saí da TPM!



Bom amigos... tenho para mim que preciso usar o cérebro para pensar e não para fazer peso na cabeça. Para fazer peso na cabeça tenho outras coisas... chapéus, prendedores, grampos etc, etc, etc.

Mas pensando, outro dia, indaguei a mim mesma: Porque nós mulheres, além de termos que lavar a louça, ainda precisamos sofrer com TPM? Gente! Eu viro o cão chupando um limão bem azedo neste período do mês!

Em dias normais me pego cantando e dançando com o rodo ao limpar o xixi da minha cachorrinha no canto do sofá... Já em dias de TPM me imagino esgoelando e estripando a pobrezinha e depois vendendo lingüiça caseira na feira do produtor...

Em dias normais passo pelo Clube e vejo aquele bando de homens rindo e se divertindo e penso: Pôxa, os homens não devem se estressar por bobagens... Já em dias de TPM passo por lá e vejo eles com aquelas caras alegres e felizes e juro que tenho vontade de ir lá e encher todo mundo de porrada e perguntar: será que vocês não sabem que na África tem um monte de gente morrendo de fome e que a droga da minha conta está negativa????? E vocês tomando cerveja, seus insensíveis!

E tem mais: em uma crise top de linha de TPM temo invadir o Banrisul, seqüestrar o Bruschi e obrigar o banco a depositar um milhão de reais na minha conta!!! Sim, porque eu devia ter vencido o BIG BROTHER e não o Rafinha. Duvido que ele agüentasse meu irmãozinho por mais de 24 horas!!!!!!

Em dias de TPM tenho ganas de pegar o avião do Alberti e me jogar de cabeça nas torres gêmeas do Phoênix! E aquela espinha que aparece na testa me parece o pico do Everest. E o cabelo, que justamente resolve arrepiar... e eu saio de sandália e chove!

Geeente! Vocês já imaginaram se todas as mulheres do mundo ficassem com TPM ao mesmo tempo?????


Aí veio a resposta: nós temos Tensão Pré Menstrual justamente para que os homens paguem todos os seus pecados!!!!!! Sim, são eles os coitados que tem que nos agüentar!!!


E seguindo neste assunto, quero que você me responda essa pergunta:

Para trocar uma lâmpada, quantas pessoas são necessárias?

Depende do tipo de pessoa: Peruas, duas: uma chama o eletricista e a outra prepara os drinques.Psicólogos: apenas um, mas a lâmpada PRECISA QUERER ser trocada.Loiras, cinco : uma para segurar a lâmpada e outras quatro para girar a cadeira.Ativistas Gays, nenhum: A lâmpada não precisa mudar, para ser aceita pela sociedade...Patricinhas, duas: uma pra segurar a Coca Light e outra pra chamar o papai.Argentinos, um só: ele segura a lâmpada e o mundo gira ao seu redor.Mulher com TPM (essa é a melhor de todas): Só ela! Sozinha!! Porque ninguém, dentro desta casa sabe como trocar uma lâmpada! Bando de IMPRESTÁVEIS!!! Eles nem percebem que a lâmpada queimou! Eles podem ficar em casa no escuro por três dias antes de notar que a droga da lâmpada queimou! E quando eles notarem, vão passar mais cinco dias esperando que EU troque a lâmpada, porque eles acham que eu sou a ESCRAVA deles!!! E quando eles se derem conta de que eu não vou trocar a lâmpada, eles ainda vão ficar mais dois dias no escuro porque não sabem que as lâmpadas novas ficam dentro da “M” da despensa! E se, por algum milagre, eles encontrarem as lâmpadas novas, vão arrastar a poltrona da sala até o lugar onde está a lâmpada queimada e vão arranhar o piso todo, porque são INCAPAZES de saber onde a escada fica guardada! É inútil esperar que eles troquem a lâmpada, então sou eu mesma quem vai trocá-la! E como eu sou uma mulher independente, vou lá e troco! E SOME DA MINHA FRENTE!!!

Hahaha... entenderam porque mulher não se entende, simplesmente se OBEDECE???

Mas.... mudando de assunto....

Levei um puxão de orelha... ao comentar que só Guaporé não consegue trazer um show de grande porte. Me mandaram pagar um. Mas gente, sei muito bem que são sempre os mesmos que se quebram organizando eventos. Acho que falta UNIÃO e criatividade para encontrar um meio de conseguir grandes atrações sem pesar no bolso dos mesmos. Como é que os outros conseguem e nós não? Olha o KLB... só veio porque ganhamos de presente!


Estou lendo.... “Caminhos e Escolhas”, do Abílio Diniz. Não é à toa que o cara chegou aonde chegou. Podem me dizer que não, mas acredito que tem gente que nasceu para brilhar. São especiais, predestinados.

E uma coisa me chamou atenção: o processo de pavor pelo seqüestro que ele sofreu, a briga em família na divisão do patrimônio do Pão de Açúcar e uma série de dificuldades que ele enfrentou fizeram com que ele passasse por um processo inverso: da prepotência para a humildade, da dureza para a sutileza, dos prazeres caros para os mais simples e importantes valores. Gente, é uma obra muito boa de ler. Ensina muitas coisas. Tem uma música que diz: “Cada escolha, uma renúncia. Isso é a vida”. E é verdade. Você faz suas escolhas e suas escolhas fazem você. Cuidado com o que você deseja, você pode realmente conquistar e depois perceber que passou muito tempo desejando errado.
O prazer da vida está na convivência com pessoas queridas, com o prazer de uma roda de amigos, família, amores, um pôr do sol, uma chuva de verão... e claro... com algumas coisas que o dinheiro pode comprar... mas ele não compra TODAS as coisas não...

Há e tem uma frase que guardei: “ Falam muito de mim, mas poucos me conhecem.”


Nova temporada MEDAAAA! Lembram do que eu falei no início do verão? De que as pessoas ficam meio surtadas e não sabem o que usar na troca de estações? Bom... no verão, ao primeiro sol da nova estação, as piriguetes já montam nas tamancas, despem seus pudores e saem balançando as pochetes por aí...
Mas na entrada do inverno, o inverso acontece: gente, elas compraram as botas na promoção do ano passado. E é só bater um ventinho mais “fresco” que lá estão elas de botas até o joelho, manta de lã “suuuper estilosa” e um legging de ginástica bem “atoladinho”! E dá-lhe suor!
Ou então já esfriou... e não deu pra comprar a bota... e lá vão elas de sandálias com os pés pretos de frio!

4 comentários:

  1. Adorei. Você escreve com volúpia, num frenesi danado, singeleza e naturalidade, humor, alegria, malícia (indispensável um pouco dela), ânsia de vida, juventude, ironias no peso exato, mas o bom de tudo isso é que não se cansa quem a lê, pelo contrário.

    Mas, se cansaço houver, há tuas fotos. Lindas demais.

    Desculpa as lantejoulas e o quase exagero, mas ficou difícil contê-los.

    Voltarei, sempre.

    ResponderExcluir
  2. Se após TPM brotar sempre esse sorriso aí, inteiro, completo, puro, cativante e carinhoso, que venham as TPMs.

    Ôps, mas não abusem...

    ResponderExcluir
  3. rsrsrs... falas pois não sofres deste terrível mal feminino...

    ResponderExcluir