Devaneios tolos... a me torturar.

terça-feira, 24 de março de 2009


Manual de sobrevivência na selva guaporense:



Escrevendo esta coluna fiz muitas amizades (talvez algumas inimizades também... vai saber, afinal, ninguém é unanimidade). Mas na minha opinião, devemos ter OPINIÃO, é isso que importa. Mesmo que tenhamos opiniões diferentes. Então me diz, você dá ouvidos a tudo que escuta por aí?
Através do que as pessoas comentam comigo, pedem para que eu escreva, ou simplesmente relatam de experiências no dia a dia, percebi quase sempre as mesmas mágoas, as mesmas reclamações, algumas dores profundas que por vezes fazem com que pessoas com muito potencial, e que poderiam nos ajudar a melhorar enquanto sociedade, acabam saindo daqui, ou deixando de colaborar com o todo, para viver sua vida entre as paredes de sua casa, em sua empresa, somente com a família. Gostaria de chegar a conclusão de que eles estão errados, mas será que estão?Montamos um manual de sobrevivência, para aqueles que querem passar ilesos às línguas afiadas da terrinha:

- Não demonstre alegria, felicidade. Alegria demais incomoda. Dê aquele sorriso amarelo, e se alguém perguntar como está a vida, diga que está mais ou menos... (Uma vidinha morna não desperta interesse de ninguém.)

- Se sua empresa vai bem, não usufrua do que seu trabalho lhe proporciona. ( Se você demonstrar que está bem de dinheiro, vão dizer que você roubou, contrabandeou, tem uma mina ilegal de ouro ou planta papoula no quintal de casa...)

- Não se vista bem. ( Se você se produzir muito, certamente não será para seu marido ou esposa. Quem anda sempre na boa pinta, boa intenção não tem.)

- Não vá caminhar ao Autódromo. Nem na pista. (Afinal, para que existe a ergométrica? Certamente quem vai caminhar ao ar livre, tem terceiras intenções.)

- Mantenha as aparências do seu relacionamento. Jamais se separe do seu marido ou da sua mulher. (Melhor ser infeliz, e fazer os outros infelizes, do que ser alvo das mais estapafúrdias histórias, não é?)

- Não tenha amigos homens. Se for mulher. Não tenha amigas mulheres. Se for homem. Em caso de dúvida, não tenha amigos. ( Não existe amizade entre os sexos, sem sexo. E de preferência, sexo escondido, selvagem e depravado, certo?)

- Não faça parte de Entidades como Lions, Rotary, etc... (Certamente você só quer aparecer. Comer no Clube de graça. Não se preocupe, ninguém quer saber se você paga mensalidade, se você trabalha o domingo inteiro na Cabana do Autódromo para angariar fundos para os menos favorecidos, ou passa um dia inteiro trabalhando contra a Paralisia Infantil.)

- Não seja Presidente de uma Entidade. (Certamente você ganhará muitos inimigos. Ninguém se doaria a um Clube ou Entidade sem levar vantagem, não é?)

- Não dance, não beba, não se divirta. (Por favor, mantenha sua postura. Dançar é coisa de gente depravada, beber socialmente é coisa de viciado, se divertir então, é praticamente um sacrilégio. Fique em um canto qualquer. Observando.)

- Não ajude os animais. ( Com tanta criança passando fome, né? E você aí se preocupando com os bichos... Aliás, o melhor mesmo seria não se preocupar com nada. Que tal? Maltratem os bichos, as crianças, os deficientes, os pobres, os analfabetos, destruam o planeta...)
- Não se relacione com pessoas diferentes de você. ( Não é da mesma classe social, cor, religião, orientação sexual? Finja que não existe.)
- Não faça parte de um partido político. (Você “talvez” ganhe amigos da sua sigla, e ganhará inimigos das demais. Certamente você só quer uma “teta” em um órgão público, ou quer tirar vantagem própria. Não pense que vão acreditar nesta sua história de querer fazer a diferença. Além do que quem pensa diferente, com certeza pensa errado... não é assim?)

* Eu aposto meu cabelo postiço que você já ouviu pelo menos um comentário maldoso acerca de uma dessas situações... sinceramente, eu já ouvi sobre todas. Agora, diante disso o que você vai fazer?
FAÇA A DIFERENÇA!
Tome as rédeas de sua vida, mas prepare-se para ser alvo de incríveis histórias fascinantes, perseguições implacáveis, encrencas intermináveis. Se você FIZER A DIFERENÇA, você vai ser mais uma árvore frutífera a receber pedradas certeiras.Mas você FARÁ A DIFERENÇA. E para pessoas iguais à você é isso que importa.
As outras pessoas, que não riem, não aproveitam a vida, não dançam, não se apaixonam, não amam, não brigam, não lideram, não lutam, não tem amigos, não tem uma causa para defender, não percebem que igualdade não é sermos todos iguais, mas respeitarmos as diferenças... essas pessoas, meus amigos, NÃO MERECEM NOSSA ATENÇÃO!
E é preciso fazer VALER A PENA. É preciso sentir a vida, viver.E então, de que lado você está?

Geeente!!!!!!! É por isso que eu adoro vocês!!!! Na semana passada estava contando sobre a maré de azar que às vezes bate na nossa porta. Diante das minhas lamentações, logo recebi um ombro amigo de consolo...
Você acha que tem coisa ruim acontecendo com você???? Então saiba que se “tá ruim, tá bão!”, porque pode ficar muuuito pior!


O BOM , O RUIM e O TERRÍVEL...
BOM : Sua esposa está grávida.
RUIM : São trigêmeos.
TERRÍVEL: Você fez vasectomia ano passado e não contou prá ninguém.

BOM: Sua esposa não fala mais com você.
RUIM: Ela quer o divórcio.
TERRÍVEL : Ela é advogada.
BOM: Seu filho passou da puberdade.
RUIM: Ele está envolvido com a vizinha da frente.
TERRÍVEL: Você também está.
BOM: Seu marido entende de moda feminina.
RUIM: Usa a sua roupa.
TERRÍVEL: Fica melhor nele que em você.
BOM: Você decide dar aula de educação sexual para a sua filha.
RUIM: Ela te interrompe várias vezes.
TERRÍVEL: Corrigindo você.
BOM: Você arranjou uma gata quente para bater papo via internet...Começou no erótico, partiu pra sacanagem e descambou.
RUIM: não agüentando de tesão você resolve se revelar. Ela responde que conhece você muito bem e que não vai dar para continuar porque você não passa de um grande canalha e, ainda por cima, vai contar para a sua mulher!
TERRÍÍÍÍVEL!!!! Era sua sogra.

E aí, vai se queixar da vida?

3 comentários: